A disputa eleitoral pelo governo municipal da cidade de São Paulo promete ser uma das mais emocionantes da história. Isso porque na tentativa de ganhar o pleito da maior cidade do país, além dos costumeiros políticos, figuras midiáticas também vão disputar voto a voto. Até o momento, pelo menos três apresentadores devem se candidatar a empreitada. Dos três, apenas um já é político, Celso Russomanno, deputado federal e apresentador do quadro 'Patrulha do Consumidor', da TV Record. Contra ele, dois outros famosos da TV e das urnas. José Luiz Datena e jornalista tem 13% das intenções de votos, de acordo à primeira pesquisa do Datafolha. No entanto, além dele, há também João Dória. 

Para se fortalecer na corrida eleitoral, Celso terá uma ajudinha de duas instituições muito fortes.

Publicidade
Publicidade

Uma delas é a televisão, no caso, a Record, a outra, uma igreja, ligada ao dono da Record, Edir Macedo, a Igreja Universal do Reino de Deus. De acordo com informações do jornalista Daniel Castro em reportagem publicada nesta segunda-feira, 09, Celso Russomanno, do Partido Republicano Brasileiro, o PRB, deve a partir de janeiro ter um programa diário de uma hora às tardes. A atração pode ser exibida apenas para São Paulo.

No entanto, mesmo que se confirme o tal programa, por conta da legislação eleitoral, o candidato à prefeitura de São Paulo precisará sair do ar no início do segundo semestre. O mesmo acontecerá com José Luiz Datena, que apenas de não ter oficializado sua candidatura, diz que a cada dia se sente mais inclinado a isso.

Geralmente, os quatro ou cinco candidatos mais votados são chamados para os debates na televisão.

Publicidade

Caso isso ocorra, vamos ver momentos únicos, como um nome da Record e outro da Band, brigando, por exemplo, na Globo, pela atenção do eleitor. 

É o velho confronto de interesses e ético do Brasil. Na primeira pesquisa do Datafolha, Celso apareceu com mais de 30% das intenções de voto, bem acima de seus adversários. O mesmo aconteceu em 2012, quando na reta final ele foi ultrapassado. #Eleições 2016