O apresentador José Luiz Datena continua empolgado com sua possível candidatura a prefeitura de São Paulo. Recentemente, ele teve seu nome divulgado como desistente a pré-candidatura, mas desmentiu e garante que tem "cada vez mais interesse em participar das eleições em 2016".

Datena deu uma entrevista ao "Jornal da Band" e o assunto era sua possível candidatura. Foi então que o apresentador aproveitou não só para confirmar que deseja ser candidato como também já vez uma pré-campanha.

Para o apresentador do "Brasil Urgente", a candidatura ao cargo de prefeito da cidade de São Paulo só vai acontecer se ele realmente tiver independência para dirigir o município. Mas fez questão de lembrar que ser independente tem um limite e é isto que ele quer saber, pois não pretende participar de jogo sujo, manobra política ou qualquer outra forma de atuação que não seja condizente com seu caráter.

Publicidade
Publicidade

Datena disse que a política brasileira atual é deprimente e que pretende fugir de tudo isto, caso consiga se tornar prefeito da 3ª maior cidade do mundo. "Se eu sentir que eu não tenho a mínima capacidade de ter poder para ajudar o cidadão diretamente, evidente que eu não entraria nesse jogo de jeito nenhum", disse Datena, já deixando claro que sua campanha eleitoral terá um tom mais agressivo, reforçando sua imagem de defensor dos direitos do cidadão.

O apresentador assume que não é o melhor para ocupar o cargo de prefeito de São Paulo, ou alguma outra grande cidade, como Salvador ou Rio de Janeiro e lembra a todos que ele é uma pessoa que fala o que pensa e não mete a mão na "cumbuca", se referindo aos políticos corruptos que roubam o dinheiro do povo. "Eu nunca fui ladrão, nunca tomei dinheiro de ninguém", conclui Datena, já em campanha eleitoral.

Publicidade

O apresentador tem grandes chances de vencer as eleições e vir a ser o próximo prefeito de São Paulo. Para isto, Datena quer mostrar que não está ligado às corrupções dos partidos políticos e que continuará sendo o defensor do cidadão, assim como faz em seu programa na Band. #Televisão #Governo #Eleições 2016