O polêmica entre os irmãos Ferreira Gomes e o PMDB parece trazer novos elementos que vão incrementar esta briga. A matéria publicada no jornal O Povo, deste sábado, dia 07 de novembro, traz um conteúdo sobre a entrevista que o senador cearense Eunício Oliveira(PMDB-CE) concedeu, no dia anterior, na Rádio O Povo/ CBN, do mesmo grupo jornalístico onde a matéria foi publicada. Nesta ocasião, Eunício respondeu às críticas que os irmãos Cid Gomes, ex-ministro da Educação do #Governo Dilma e Ciro Gomes, ex-ministro da Integração Nacional, do governo Lula têm feito ao seu partido, o PMDB. O senador acrescenta novas informações sobre Ciro, até então desconhecidas do público em geral.

Publicidade
Publicidade

Vale salientar que este último, acena com a possível candidatura para a presidência da República em 2018, pelo PDT, partido o qual, ele e o irmão Cid, se filiaram recentemente.

As constantes críticas que tanto Cid quanto Ciro Gomes tem feito ao PMDB, começam a incomodar os principais nomes do Partido. Os ataques começaram há algum tempo. Em algumas entrevistas, Ciro já fez duras críticas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha, deputado federal (PMDB-RJ), relatando a sua conduta duvidosa durante a sua vida pública e taxando-o de "  picareta-mor ". Seu irmão Cid, que no começo do ano, era ministro de Educação, no segundo mandato de Dilma, pediu demissão do cargo, após chamar o mesmo parlamentar de "achacador", em plena sessão da Câmara dos Deputados. Os últimos ataques classificam Cunha de um verdadeiro " câncer" e se voltam para o Vice Presidente, Michel Temer, do mesmo partido.

Publicidade

Ciro Gomes acusa Temer de ter parceria com o presidente da Câmara, que é acusado, atualmente, em crimes de corrupção. O seu irmão, Cid Gomes, já acusou o vice de ser o chefe de uma quadrilha dentro do Palácio do Planalto. Não é á toa, que os irmãos acumulem tantos processos judiciais de injúria e difamação.

Eunício Oiveira, por sua vez, não deixou de responder à altura e durante o programa de rádio, rebateu severamente as críticas dos Ferreira Gomes.  O senador peemedebista fez graves acusações quanto à conduta de Ciro Gomes, quando o mesmo se encontrava como titular do ministério da Integração Nacional. Eunício afirmou que Ciro desviara dinheiro público do próprio ministério, para ser usado na construção de uma das obras bastante anunciadas , no governo Lula, a ferrovia Transnordestina. Atualmente, Ciro Gomes é o diretor da referida obra. Eunício classificou a manobra escusa de Ciro como um mau uso de dinheiro público. Ele ainda criticou a gestão de Ciro, quando ocupara o cargo de secretário de Saúde do Ceará, no último mandato do irmão Cid, como governador do Estado.

Publicidade

Segundo o mesmo, o irmão de Cid deixara a Saúde do Ceará com a pior qualidade no Brasil. O senador fez uma analogia de Ciro, como alguém que vive a roubar carteira dos outros, e ao mesmo tempo, fica gritando pega ladrão. Não se pode falar mal de alguém, quando quem critica não tem uma conduta irrepreensível, disse o mesmo.

O senador aproveitou a ocasião para criticar a falta de compromisso com os partidos, por parte de Cid e Ciro. Ele afirmou que a intenção dos irmãos, é de se utilizar dos partidos, assim como se utilizam das pessoas para seus objetivos, pois cada eleição, os irmãos gostam de disputar por uma sigla diferente.

Segundo o jornal, a assessoria de Ciro Gomes foi procurada para rebater a críticas feitas por Eunício Oliveira, entretanto, nenhum tipo de retorno foi feito. #Crise