A cada dia que passa novas revelações sobre o Presidente da Câmara, #Eduardo Cunha são divulgadas pela Polícia Federal. Após a operação deflagrada no mesmo dia em que a Comissão de Ética deu continuidade no processo de cassação de Eduardo Cunha, muitas provas estão surgindo. Uma delas foi divulgada hoje pelo portal de notícias 247.

Boletins no paletó de Eduardo Cunha

As provas encontradas hoje são boletins de ocorrência no paletó do Presidente da Câmara Eduardo Cunha. A surpresa então é o interesse do Deputado Federal nos documentos: Fausto Pinato (PRB). Os documentos registrados pelo ex-relator da Comissão que avaliará o processo de cassação de Eduardo Cunha não eram endereçados ao mesmo.

Publicidade
Publicidade

Eram queixas relacionadas a outros parlamentares e políticos. A pergunta que mais intriga a todos é por que Cunha mantinha esses boletins se não eram endereçados a ele. 

Essas provas materiais devem ser anexadas junto ao recente pedido de afastamento do Presidente da Câmara que será analisado pelo Supremo Tribunal Federal - STF. O pedido protocolado nesta semana pede o afastamento de Eduardo Cunha da Presidência da Câmara dos Deputados Federais até que se concluam as investigações contra ele. Aliados da base governista alegam que Eduardo Cunha está praticando manobras que inviabilizam as operações do processo de cassação de seu mandato, 'abusando' de sua autoridade de poder e da Presidência da Câmara.

O processo de afastamento é o mesmo que levou a prisão do Senador do PT, Delcídio Amaral.

Publicidade

O político foi acusado de manobras que inviabilizavam as operações Lava-Jato que investiga empresários e políticos ligados a Petrobras. O Senador foi preso em uma atitude inédita na política brasileira, pois todos os políticos gozam de foro parlamentar. O mesmo não deve acontecer com Eduardo Cunha, que já foi provado a sua ligação com as contas suíças divulgadas recentemente envolvendo o nome de sua esposa e filha.

Cunha pode ser afastado da Presidência da Câmara

O STF deve se posicionar sobre o pedido de afastamento do Presidente da Câmara, Eduardo Cunha ainda esta semana. O órgão vem demonstrando rápida resposta diante do debate político que vem sendo travado em Brasília. Além das esferas que julgam e deliberam o poder, o povo ocupam as ruas em protestos em todo o país. Bandeiras claras de apoio a Dilma e da saída de Cunha são estendidas pelas ruas.

O clima de insegurança no cenário político é palco de grandes discussões e desfechos surpreendentes como o processo de cassação de Eduardo Cunha e o de impeachment da presidente Dilma Rousseff.  #Corrupção #Crise no Brasil