O cantor e compositor de música popular brasileira (MPB), #Chico Buarque, foi coagido por jovens enquanto passeava pelo Leblon, bairro nobre da zona sul do Rio de Janeiro. O motivo: a posição política do artista, mas também cidadão brasileiro Francisco Buarque de Holanda.

Os jovens que abordaram Chico Buarque alegaram ter visto um vídeo em que ele demonstra apoio ao PT (Partido dos Trabalhadores) e a favor do #Governo da presidente Dilma Rousseff e não gostaram nada disso. Buarque participou inclusive de campanhas do partido na televisão durante as eleições presidenciais de 2014.

A falta de modos, respeito e tolerância com opiniões contrárias fica explícita em um vídeo que circula pela internet.

Publicidade
Publicidade

Um dos revoltados contra o cantor repetiu diversas vezes que "o PT é bandido e a gente aqui não é. Você gravou um vídeo apoiando a Dilma", "é a minha opinião", responde Buarque, que complementa "se informe melhor [...] agora não com base na Veja".

"Eu não sou de nenhum partido, porque eu odeio política, mas o PT é bandido", afirma um dos jovens. Outro mais exaltado, aparentemente bêbado, encara Buarque nos olhos e diz: "Eu queria ouvir da tua boca, você é um merda? Quem apoia o PT o que é?". Buarque responde: "é um petista". "É um merda!", retruca o homem.

Realmente o pessoal parecia estar pronto pra briga. Quando amigos do artista chamavam por um táxi, um dos rapazes questionou: "vai correr daqui já?". Eles pareceram se mostrar decepcionados com a orientação política de Chico Buarque e esbravejaram: "todo mundo era teu fã Chico".

Publicidade

Uma das pessoas que pararam o cantor para promover a briga política se identificou como Túlio Deck. Segundo informações do site Wikipedia, Túlio, 30 anos, é um rapper brasileiro, nascido em Goiás e criado no Rio de Janeiro. Quando jovem tocou violão, mas conheceu o rap enquanto estava morando em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Outro envolvido na discussão foi identificado nas redes sociais como Alvarinho Garnero (foto na galeria acima), filho do apresentador e empresário Álvaro Garnero. Ele ficou conhecido na internet depois de ter aparecido em fotos em que abraça e beija o ex-jogador de futebol Ronaldo Fenômeno.

Assista ao vídeo do ocorrido:

#Corrupção