O jornal 'A Folha de S. Paulo' divulgou nesse sábado, 19, uma pesquisa do Instituto Datafolha que mostra a popularidade da presidente, o candidato vencedor das eleições se estas fossem hoje e o apoio dos brasileiros ao processo de #Impeachment de #Dilma Rousseff.

Dos 2810 entrevistados, 60% apoiaram que Dilma sofra o impeachment e saia do poder. 34% acharam que o impeachment não resolveria o problema e preferem que o mesmo não seja efetivado. 3% dos entrevistados não se importam com o resultado do processo e se sentem indiferentes com a situação, bem como outros 3% não souberam ou não quiseram opinar.

Quando questionados se Dilma deve renunciar ao mandato para evitar o impeachment, 54% disseram que sim, contra 41% que não concordam e 4% que não souberam ou não quiseram opinar.

Publicidade
Publicidade

Na mesma pesquisa, apenas 12% dos entrevistados consideram o #Governo de Dilma bom ou ótimo, contra 65% de rejeição.

E se as eleições fossem hoje?

A mesma pesquisa montou quatro cenários com possíveis candidatos e perguntou aos entrevistados em quem eles votariam se as eleições fossem hoje. Pela segunda pesquisa consecutiva, Aécio Neves vence em todos os cenários que foi inserido, bem como Lula perde em todas as situações hipotéticas, inclusive às que não possui Aécio Neves como adversário.

Quando o Datafolha perguntou em quem os eleitores não teriam coragem de votar sob nenhuma circunstância, Lula foi o mais citado, elevando sua taxa de rejeição para 48%. Foram integrados aos cenários eleitorais hipotéticos: Aécio, Ackmin, Marina, Michel Temer, Bolsonaro, Genro, Lula, Eduardo Jorge e Eduardo Paes.

Publicidade

Aliados em falta

Apesar de ter apoio irrelevante na Câmara dos Deputados, Dilma já se reuniu com Renan Calheiros para buscar apoio do Congresso Nacional contra o impeachment. Também tem apoio dentro do STF, entretanto, na última sexta-feira o STF autorizou a quebra de sigilo telefônico e fiscal de Renan, o que pode, dependendo do que for descoberto, prejudicar ainda mais a imagem da presidente. Seu maior aliado e parceiro político, Lula, ainda não quis se manifestar em defesa de Dilma após a aceitação do pedido de impeachment, pois está sendo investigado pela Polícia Federal na operação Lava Jato.

E você, é a favor do impeachment de Dilma? Deixe a sua opinião nos comentários.