Na última quinta-feira (10), um dos assuntos mais comentados do dia foi o de Kátia Abreu ter jogado vinho na cara de José Serra. O ato aconteceu durante uma confraternização entre políticos. A ministra da agricultura se desentendeu com o senador após ouvir um comentário que não gostou.

De acordo com a coluna de Mônica Bérgamo na Folha de S. Paulo, em nota publicada hoje (14), a presidente Dilma Rousseff aplaudiu Kátia Abreu após o incidente. De acordo com integrante da equipe de Dilma, a presidente teria se sentido representada como mulher pelo ato.

Mas o fato não recebeu a mesma atenção de Michel Temer, vice-presidente.

Publicidade
Publicidade

De acordo com ele mesmo, para coluna de Mônica Bérgamo, ele sequer viu o desentendimento acontecendo. "Sabe que eu nem vi?" disse Temer para a colunista, finalizando o assunto e sem entrar em qualquer polêmica.

Entenda o que aconteceu

De acordo com Kátia Abreu, Serra teria dito, "sem mais nem menos", que havia boatos de que ela era "muito namoradeira". Renan Calheiros participava da conversa e tentou acalmar os ânimos cortando o assunto, afirmando que Kátia é casada. Em resposta, a ministra disse que Serra era descortês, arrogante e prepotente, e que por isso ele nunca se tornaria presidente do país. Ela também teria pedido respeito e afirmado que nunca traiu ninguém, ao contrário de Serra. E então jogou vinho na cara dele e o pediu para sair de lá.

Já do lado de José Serra, ele garante que apenas fez uma brincadeira e que, na verdade, queria elogiar a ministra da agricultura.

Publicidade

Ele lamentou a forma que a brincadeira foi recebida por Kátia e pediu desculpas, dizendo que sempre teve muito respeito por ela. Senadores que estavam no local afirmam que os dois se entenderam ainda durante o jantar e fizeram as pazes. No Twitter, entretanto, Kátia classificou a atitude de Serra como machista. Diversos usuários da rede social apoiaram a ministra.

A noite ainda teria sido recheada de conversas entre Kátia e Temer, Kátia e Collor, e Dilma e Temer - a presidente pediu que o vice não rompesse relação com o seu partido. #PT #PSDB