Em entrevista logo após o almoço, no Salão Verde da Câmara, #Eduardo Cunha falou sobre as buscas feitas em suas residências e escritórios em Brasília e no Rio de Janeiro e não poupou o governo, mediante o boato da ação da Policia Federal, Cunha já teria se preparado:dizendo que acordaria às seis da manhã e que a porta casa estaria aberta".

Em relação a ação da policia federal nesta terça-feira (15) o presidente da Câmara disse que classifica a atitude como "revanchismo" e considera os mandados uma retaliação oportunista do Governo do PT, acusa o PT de assaltar os cofres públicos há anos e que ninguém do PT esteve sujeito a operação, disse ser um "desafeto do Governo" que todos sabem disso e que seria natural buscarem revanche, "O governo quer desviar a mídia do processo de impeachment e colocar em mim e no PMDB a concentração dos atos [investigados pela Operação Lava Jato].

Publicidade
Publicidade

[...] Nada mais natural do que ele [governo] querer buscar revanchismo", afirmou Cunha.

Cunha tenta ligar a operação da PF à votação dizendo que lha causa muita estranheza essa concentração no PMDB sendo o dia da votação do Conselho, e ainda sobre a decisão disse que vai impetrar recurso no STF, sob a alegação de "cerceamento do direito de defesa" para fazer nula a decisão do conselho desta terça-feira, que tudo não passa de um jogo para tentar encobrir o processo contra #Dilma Rousseff.

Depois acusar abertamente o PT de ser o vilão da crise e em um discurso pesado disse que o assalto à Petrobras foi feito pelo PT, e complementa dizendo, "Todos nós sabemos que foi o PT que assaltou o país, e aí de repente fazem uma operação contra o PMDB!? Tem alguma coisa estranha do ar, só aqueles que não são do PT são alvo de operações até agora".

Publicidade

Cunha cobra agora uma posição do partido em relação ao governo e tudo indica um rompimento, Cunha ainda ameaça retaliar contra o governo em futuras votações na Câmara. 

E ainda sobre o PT, Cunha disparou, "Todo dia tem a roubalheira do PT sendo fotografada e, de repente, fazem uma operação do PMDB. Tem alguma coisa estranha no ar"

Durante a entrevista, em sua defesa disse ser absolutamente inocente. "O que estranho é a gente estar no momento no dia que vai ter o Conselho de Ética e na véspera da decisão do processo de impeachment e de repente deflagram uma operação. A denúncia foi feita quatro meses atrás", completou Eduardo.

Durante à entrevista, Eduardo Cunha acusou presidente do Conselho de Ética José Carlos Araújo (PSD-BA) de não seguir o regimento interno da Câmara e de que agia sob orientação do Governo Federal, em particular, do ministro da Casa Civil Jaques Wagner, “Todos sabem a relação e a dependência do presidente do Conselho de Ética com Jaques Wagner. Todos sabem a pressão do Planalto para fazer o processo no Conselho de Ética andar”, disse.

Publicidade

Sobre a apreensão do seu telefone celular Cunha disse achar normal recolhem para fazer a captação de dados, relata ainda que a policia recolheu vários papéis em sua casa e que teve que chamar um chaveiro para abertura do cofre antigo que faz parte do mobiliário da residencia oficial.

Perguntado sobre sobre sua renúncia, Eduardo Cunha foi taxativo que em hipótese alguma renunciaria.

Os mandatos cumpridos contra cunha incluem ainda autorização para acesso de dados dos computadores, celulares e smartphones e tablets, alem de outros dispositivos eletrônicos que possam armazenar informações, alem de quaisquer "anotações, registros de contabilidade e comunicação realizada envolvendo investigados.

Após o deputado Eduardo Cunha apresentar sua defesa, o relator terá no máximo 40 dias úteis, sem possibilidade de prorrogação, para apresentar relatório final co seu parecer, decidindo ou não pela cassação do mandato, após isso devera ainda ser votado pelo Conselho de Ética.

“Essa decisão de hoje, obviamente, é nula”, disse o deputado, “Todo mundo que tem o mínimo de conhecimento do regimento dessa Casa sabe que fizeram jogo para a plateia, que é nulo o que está feito hoje” afirmou em tom de confiança.

  #Congresso Nacional