Muito se fala de supostas contas na Suíça em nome do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do dinheiro investido em trustes, sendo o parlamentar “usufrutuário em vida”, como o próprio se declarou em entrevista a TV Globo. Porém, você sabe qual foi o caminho do dinheiro e os motivos para o pagamento da suposta propina?

6 passos: da Petrobras até Eduardo Cunha

Passo1: É provável que tenha ocorrida muita discussão previamente, porém, o início do desvio na Petrobras supostamente envolvendo #Eduardo Cunha, nesse caso, se deu a partir da venda de 50%, por parte da empresa CBH, do direito de exploração do campo de petróleo de Benin para a Petrobras.

Publicidade
Publicidade

A transação foi feita no dia 3 de maio de 2011 e movimentou US$ 34,5 milhões

Passo2: Dos US$ 34,5milhões da transação, US$ 31 milhões foram transferidos pela CBH para a conta da empresa Lusitânia no banco suíço BSI. Apenas dois dias depois de cair US$ 31 milhões em sua conta, a Lusitânia transferiu US$ 10 milhões para a conta Acona International.

Passo3: A conta Acona International tem como homem responsável por controlá-la José Augusto Henriques. O titular da conta já foi preso pela Operação Lava Jato e prestou seu depoimento em delação premiada, citando pagamento de propina a Eduardo Cunha.

Passo4: O pagamento da propina seria uma espécie de comissão pela venda, que teria sido orquestrada por Eduardo Cunha. José Augusto Henriques afirmou em delação que fez uma sequência de cinco depósitos em junho de 2011 no valor total de 1,3 milhão de francos suíços para a conta Orion SP.

Publicidade

Dados da conta Orion SP: Abertura – 20/6/2008 Encerramento - 23/4/2011 Titular – Eduardo Cunha

Passo5: Depois de ter recebido sua “comissão” na conta Orion SP, o presidente da Câmara teria dividido o dinheiro em três outras contas.

Netherton Invest-ments LTD.: Abertura - 29/9/2008 Titular- Eduardo Cunha Saldo – 2.322.489 francos suíços. Conta bloqueada em 17/4/2015

Triumph SP: Abertura - 3/5/2007 Encerramento – 20/5/2014 Titular – Eduardo Cunha

Kopek: Abertura – 25/2/2008 Titular – Cláudia Cruz Saldo – 146.375 francos suíços. Conta bloqueada em 17/4/2015

Passo6: A conta Orion SP, do presidente da Câmara dos Deputados, transferiu para a conta Kopek, de Cláudia Cruz, sua esposa, pelo menos 12 depósitos de março de 2008 a janeiro de 2014 um total de US$ 1,050 milhão.

Gastos de Cláudia Cruz com dinheiro pago advindo de suposta propina recebida pelo deputado por desvio de verba da Petrobras:

Cartão de crédito American Express: US$ 316,5 mil

Cartão de crédito Corner Card: US$ 525,1 mil

Curso de MBA na Fundação Esade: US$ 119,7 mil

Colégio Malvern: US$ 8,4 mil

IMG Academia: US$ 59,7 mil #Corrupção #Congresso Nacional