Bia #Lula, a neta do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva ganha notoriedade dentro do Partido dos Trabalhadores (PT). Recentemente a petista ganhou repercussão nacional ao denunciar o assédio sofrido pela imprensa ao tentar marcar uma entrevista com a neta do ex-presidente.

Atualmente ela milita junto ao PT de Maricá no Rio de Janeiro. Responsável pela secretaria da Juventude no partido em Maricá. Segundo informações divulgadas pelo O Globo, integrantes do partido afirmam que o prefeito petista de Maricá aponta a neta do ex-presidente Lula como a "nova cara do PT".  O partido que vem sendo acusado de diversos envolvimentos em atos de #Corrupção busca se recompor diante do cenário instável da política atual e novos nomes surgem como aliviadores de imagens já desgastadas do partido que atualmente possui a presidência do Brasil.

Publicidade
Publicidade

A petista de 20 anos defende a tarifa zero para o transporte municipal, ganhando destaque durante o terceiro Congresso Nacional da Juventude do PT. A jovem milita no PT desde os quatorze anos de idade e afirma não pensar em se candidatar a nenhum posto nas próximas eleições por se considerar jovem demais. Se Bia resolver se candidatar e se assim for eleita, a neta do ex-presidente Lula será a primeira da família a seguir carreira política, assim como o avô.

Recentemente o nome da militante do PT ganhou as redes sociais após uma postagem polêmica da jovem relatando sofrer assédio das organizações Globo em busca de uma entrevista. Fato que já se revelou como falso e a própria jornalista acusada já publicou as conversas com a jovem petista. 

Futuro do partido 

O futuro é incerto do PT fragilizado por envolvimento nos últimos esquemas de corrupção deflagrados pela Polícia Federal.

Publicidade

A atual presidente, Dilma Rousseff acaba de sofrer pedido de impeachment aceito pelo presidente da Câmara dos Deputados Federais, Eduardo Cunha. Apresentar novos personagens no cenário político pode ser favorável ao partido que sofre com índices de rejeição recorde em todo o Brasil, além de represálias, discursos de ódio e anti-democráticos espalhados pela internet. #Governo