Os três maiores partidos do país lideram o número de investigados pelo STF no Senado. PMDB com 9, PT com 5 e #PSDB com 4 formam o pódio dos investigados. Vale dar uma medalha de “honra ao mérito” ao PP, que também possui 4 investigados.

PMDB 9 são investigados

Dário Berger (SC) – Inquérito 3927: investigado por crimes contra a Lei de Licitações. Ações penais 938 e 943: crimes de responsabilidade e contra a Lei de Licitações.

Edison Lobão (MA) – Inquéritos 3986, 3977 e 3989: todos por ligação com a Lava Jato

Jader Barbalho (PA) – Inquérito 3597: Crimes eleitorais.

Marta Suplicy (SP) – Inquérito 2687: Crimes contra Lei de Licitações quando era prefeita de São Paulo

Renan Calheiros (AL) – Inquéritos 3984, 3993 e 3989: Todos ligados a Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

Inquérito 2593: acusado de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Roberto Requião (PR) – Inquérito 3536: Responde por calúnia e difamação

Romero Jucá (RR) – Inquérito 3989: Investigação da Lava Jato. Inquéritos 3297, 2116 e 2963: crimes eleitorais, de responsabilidade e contra a ordem tributária, apropriação indébita previdenciária e falsidade ideológica.

Simone Tebet (MS) – Inquérito 4053: Crimes de responsabilidade

Valdir Raupp (RO) – Ações Penais 358, 383 e 577: Peculato, crimes eleitorais e contra o sistema financeiro nacional. Inquéritos 3982 e 3998: Investigado pela Lava Jato. Inquérito 4129: peculato e formação de quadrilha

PT 5 são investigados

Ângela Portela (RR) – Inquérito 4035: Crimes eleitorais

Delcício do Amaral (MS) – Senador já está preso

Gleisi Hoffmann (PR) – Inquérito 3979: Investigado pela Lava Jato.

Publicidade

Inquérito 4130: Investigação Penal

Humberto Costa (PE) – Inquérito 3985: Investigado pela Lava Jato

Lindbergh Farias (RJ) – Inquérito 3988: Investigado pela Lava Jato. Inquéritos 3079, 3334, 3616, 3135, 3124 e 3595: Crimes de responsabilidade e contra a Lei de Licitações, improbidade administrativa, corrupção passiva e mais.

PSDB 4 são investigados

Aloysio Nunes (SP) - Petição 5770 do procurador-geral da República solicitou e o STF abriu inquérito para investigar doações de campanha nas eleições de 2010

Cássio Cunha Lima (PB) – Inquérito 3404: Crimes contra a ordem tributária e formação de quadrilha

Flexa Ribeiro (PA) – Inquérito 2939: Crimes eleitorais

Paulo Bauer (SC) – Inquérito 3680: Peculato

PP 4 são investigados

Benedito Lira (AL) – Inquéritos 3989, 3994 e 3996: Investigado pela Lava Jato

Ciro Nogueira (PI) – Inquérito 3989: Investigado pela Lava Jato. Inquérito 3910: Lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e tráfico de influência.

Gladson Cameli (AC) – Inquérito 3989: Investigado pela Lava Jato

Ivo Cassol (RO) – Ação Penal 565: Considerado culpado por cometer crimes contra a Lei de Licitações e condenado pelo STF.

Publicidade

Responde em liberdade.Ações Penais 562 e 891: Calúnia e corrupção eleitoral. Inquéritos 3158, 2828,3513, 3742, 3614, 3820 e 396: Peculato, improbidade administrativa, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, contra o sistema financeiro e contra a Lei de Licitações

PSD 2 são investigados

Omar Aziz (PSD-AM) – Inquérito 4054: Lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Sérgio Petecão (PSD-AC) – Ações penais 542 e 880 e dois inquéritos 3598 e 3851: Crimes eleitorais e peculato

Senadores de outros partidos

Eduardo Amorim (PSC-SE) – Inquérito 2867: Crimes contra a Lei de Licitações e improbidade administrativa

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) – inquérito 4005: Investigado pela Lava Jato. Inquéritos 3958, 4064 e 4139 por crimes contra a Lei de Licitações, peculato, corrupção passiva, crimes de responsabilidade e lavagem de dinheiro

Fernando Collor (PTB-AL) – Inquéritos 3883, 4162, 4166 e 4167: Crimes de lavagem de dinheiro, peculato e corrupção passiva

José Agripino (DEM-RN) – Inquérito 4011: Corrupção passiva

Telmário Mota (PDT-RR) – Inquérito 4035: Crimes eleitorais. Ação Penal 932: Apologia ao crime e formação de quadrilha

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) – Inquérito 3368: Crimes eleitorais

Wellington Fagundes (PR-MT) – Inquérito 3496: Peculato #PT #Congresso Nacional