A presidente #Dilma Rousseff assinou, nesta quinta feira, dia 14, o texto definitivo sobre o orçamento de 2016 para o país. A sanção presidencial ocorreu sem vetos aos pontos definidos no cronograma que deverá ser posto em prática após a publicação do plano orçamentário no Diário Oficial da União. A previsão é de que a íntegra seja divulgada nesta sexta-feira, dia 15. 

Quais as previsões estabelecidas pelo governo para este ano ?

A programação orçamentária prevê um superávit primário para este ano.  A meta é de 0,5% do PIB. Em termos financeiros , isto equivale a R$ 30 bilhões de reais. Deste valor, R$ 24 bilhões é a meta do #Governo federal e R$ 6,5 bilhões deverá ser a meta dos estados e municípios brasileiros.

Publicidade
Publicidade

O governo conta com a volta da CPMF

A aprovação do texto do orçamento inclui a volta da cobrança da velha CPMF.  A inclusão da cobrança na programação orçamentária do governo Dilma, ainda é uma questão a ser fechada pelos deputados e senadores. Talvez, considerar o aumento de receita a partir de algo que ainda deverá ser definido, pode parecer arriscado, visto que a cobrança do imposto encontra muita resistência entre os parlamentares.

Quais os parâmetros econômicos definidos pelo texto orçamentário?

O orçamento aprovado prevê uma inflação em torno de 6,47%, com o dólar cotado a R$ 4,09. Os juros previstos são de 13,99%. O PIB deverá ser de -1,9%. O texto define ainda o valor do salário mínimo em R$ 880,00. A receita prevista para este ano deverá ficar em torno de R$ 2,95 trilhões, equiparado-se ao valor previsto com as despesas.

Publicidade

O governo prevê gastos com o combate à dengue e ao zika vírus

O orçamento contempla as despesas decorrentes de ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti, que é o causador comum da dengue, da febre chikungunya e o transmissor do zika vírus, que é o responsável pelos casos frequentes de microcefalia em território brasileiro. Para tal finalidade serão destinados R$ 500 milhões de reais.

Dilma vai estabelecer o superávit anual brasileiro

Pelo texto do orçamento, o governo terá trinta dias para divulgar a sua meta de superávit para o ano de 2016. Dilma terá que bloquear a aplicação de alguns recursos, para atingir o equilíbrio das contas públicas com a permanência de algum montante em caixa.  Os parâmetros que serão utilizados para o planejamento orçamentário levarão em consideração todo o comportamento de economia, no último período, dentro do contexto brasileiro. #Finança