O #Governo brasileiro está levando muito a sério todas as informações espalhadas internet afora para tentar enfraquecer o mandato da presidente #Dilma Rousseff. Para isso, está divulgando um site criado pelo Palácio do Planalto para desmentir todos os boatos criados pelas mentes mais férteis do país: "Fatos e Boatos".

Chip da Besta

Dentre os assuntos que são destacados pelo site, está a informação divulgada principalmente por cristãos evangélicos, afirmando que Dilma estaria preparando a implantação de microchips na pele das pessoas. Segundo os espalhadores da notícia, esse seria um protótipo do chip da besta, deixando milhões de pessoas assustadas e prontas para reagir contra o governo.

Publicidade
Publicidade

"O governo não vai implantar chips nas pessoas e nem existe nenhum 'chip da besta'. Isso é tudo invencionismo para assustar a população. O que o governo propôs é a criação do Registro Civil Nacional", diz a página.

Microcefalia causada por vacina contra a rubéola

Nesses tempos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, foi amplamente divulgado que a verdadeira causadora do surto de microcefalia que acomete bebês é a vacina contra a rubéola, não o vírus Zika. O governo desmente: "A vacina contra rubéola não é aplicada em gestantes. Não faz sentido dizer que a vacina está causando microcefalia, uma vez que as grávidas sequer recebem essa vacina [...] Portanto, essa história de que os casos de microcefalia estão relacionados com a vacina para rubéola é falsa."

Confisco da poupança

Um possível confisco do dinheiro dos brasileiros aplicado na poupança também foi tema pautado pelo governo em seu site; como também o fim do Bolsa do Família; a criação de um exército militar composto por cerca de 20 mil haitianos; que o Brasil vai se tornar uma ditadura comunista e que um major se recusou a receber uma medalha da presidente.

Publicidade

Dilma desfila ao som de Beijinho no Ombro

Dilma também foi acusada de ter desfilado no dia 7 de setembro de 2014 ao som da música Beijinho no Ombro, da cantora carioca Valesca Popozuda. O vídeo abaixo mostra o momento do "flagrante":

Tudo não passa de uma brincadeira feita por uma página humorística, e o governo teve que vir a público prestar explicações.

Por que os boatos são espalhados?

Hoje em dia, é cada vez mais comum as pessoas tentarem ser jornalistas a todo custo. A gigante de tecnologia Google, por exemplo, paga uma remuneração para os criadores de conteúdo que postam vídeos na rede social YouTube. Quanto mais visualizações, maior é a quantidade de dinheiro que a pessoa que publica o vídeo ganha.

Todo mundo sabe que uma estratégia para atrair muitos leitores é causar o chamado 'efeito viral'. Uma notícia que choca, cause pavor ou atinja diretamente a vida das pessoas costuma se espalhar rapidamente. Em um dos vídeos que acusam o governo Dilma de estar querendo confiscar a poupança dos brasileiros, com mais de 150 mil visualizações e 16 minutos de duração, são exibidos, em média, nove inserções publicitárias de alguma empresa durante a reprodução do material.

Publicidade

Haja lucro!

Enquanto o povo esperneia, o criador do boato está rindo com uns reais a mais na conta bancária. Além de ver o sistema de governo que tanto odeia perder força. Isso, claro, fere completamente os princípios de ética que devem ser seguidos.