O clima fechou nas redes sociais na virada de 2015 para 2016. O ator da Rede Globo José de Abreu e o Senador pelo Partido Sustentabilidade, Randolfe Rodrigues, começaram a discutir sobre a crise que atinge o país através do Twitter. Vivendo um mafioso em 'A Regra do Jogo', o profissional da dramaturgia ironizou o político. "E o Randolfe, hein? Outro hipócrita safado", disparou o ator, que é um forte militante do Partido dos Trabalhadores

Randolfe não leu calado a crítica e disse que José de Abreu tinha um baixo nível notório. Segundo o político, até mesmo a TV Globo teria chamado a atenção dele por esse comportamento. "Não me inclua na sua laia, seu submundo sujo", postou o Senador.

Publicidade
Publicidade

O ator então continuou o "barraco" político. Ele negou que a emissora tenha chamado sua atenção e chamou Randolfe de mentiroso. O profissional da dramaturgia então disse que seu papel em 'A Regra do Jogo', o 'Pai' de uma facção, seria para fazer os telespectadores refletirem. José de Abreu mandou ainda os eleitores de Randolfe pesquisarem sobre ele. Segundo Zé, o político teria diversas acusações. 

“A sorte do Randolfe é que Aécio Neves dançou junto. Só conseguiu capa no Globo", disse o ator ao citar uma reportagem que dizia que o Senador por Minas Gerais poderia ter recebido propina da 'Lava Jato', esquema de corrução que desviou centenas de milhões de reais da maior estatal brasileira, a Petrobrás. 

Segundo uma reportagem do R7, Carlos Alexandre de Souza Rocha, uma espécie de braço direito do doleiro Alberto Yousseff, teria dito em depoimento de delação premiada para a Procuradoria-Geral da República que Yousseff teria feito uma pagamento de R$ 200 mil para o Senadr Randolfe Rodrigues.

Publicidade

Segundo o depoimento, o pagamento seria uma maneira de controlar uma possível CPI da Petrobrás no Congresso entre os anos de 2012 e 2013. A assessoria do político nega as informações do braço direito do doleiro e diz que Randolfe nunca teve qualquer envolvimento com qualquer um dos envolvidos no esquema de corrupção relatado no depoimento.  #Dilma Rousseff