Hoje, 20, o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva inicia oficialmente as suas atividades no ano de 2016. Previsto para as 10h mas iniciado com alguns minutos de atraso, o presidente participou de café da manhã com diversos blogueiros em São Paulo, no Instituto Lula.

Poucos minutos antes das 10h da manhã, a hashtag #LulaFala já estava entre os assuntos mais comentados do Twitter. Alguns usuários usavam a tag para promovê-la entre quem não sabia do encontro, outros para mandar mensagens de apoio ao ex-presidente, enquanto outros mandavam perguntas irônicas sobre o conhecimento e envolvimento de Lula em casos de corrupção investigados pela Operação Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

Todo o evento foi transmitido ao vivo pela internet, no site oficial do Instituto Lula. Além da transmissão em vídeo, o perfil oficial do Instituto Lula também fez cobertura ao vivo no Twitter, postando as principais falas do ex-presidente. Lula recentemente se tornou notícia ao ser citado em delações premiadas da Lava Jato, como quando Nestor Cerveró afirmou que sua reeleição de 2006 foi financiada com propina.

Lula aproveitou a conversa para afirmar que ele, Dilma e o #PT criou todas as condições necessárias para que nada mais fosse jogado embaixo do tapete no Brasil. Ele disse que "não existe uma viva alma mais honesta que ele" no Brasil. Ele disse que pode ter alguém tão honesto quanto ele, mas não "mais".

Sobre ser um dos conferencistas mais bem-pagos, ele disse que é com orgulho, e isso aconteceu por causa de seus feitos como presidente sobre a redução da pobreza.

Publicidade

Lula afirmou ainda que tem certeza que Haddad será reeleito prefeito de São Paulo. De acordo com pesquisas prévias, Haddad não está nem entre os dois primeiros lugares de intenção de voto, e sua popularidade é baixíssima entre a população paulistana.

Sobre a imprensa, Lula afirmou que nunca foi bem-tratado, e isso começou na época em que era dirigente sindical. Ao tratar sobre impeachment, disse que se trata de golpe, e que sempre que "se brincou com a democracia", o resultado foi ruim. Fez questão de relembrar o projeto de inclusão social que, segundo ele, foi iniciado no Brasil em janeiro de 2003.

Lula ainda declarou que a obsessão de Dilma Rousseff agora deve ser fazer o Brasil voltar a crescer e gerar empregos, além de controlar a alta inflação atual. Sobre as denúncias de corrupção de seu filho, Lula afirmou que "o que fazem com meu filho Fábio é uma violência".