O ministro da Justiça, Eduardo Cardoso, declarou nesta quarta-feira (27), que o ex-presidente #Lula não será alvo de investigação por parte da operação Lava Jato. De acordo com Cardoso, não existem indícios, por parte da operação, de que o líder petista venha a ser alvo de operações investigativas pela Justiça.

O ministro sai em defesa de Lula, após a deflagração de mais uma etapa da Lava Jato

As declarações foram dadas num momento em que a operação deflagrada pela Polícia Federal desencadeia mais uma etapa da #Lava Jato: a vigésima segunda. Nesta etapa, a polícia pretende investigar a relação da OAS com o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que está preso desde abril do ano passado.

Publicidade
Publicidade

A PF quer saber se a empresa está envolvida em esquema de lavagem de dinheiro, que pode ter favorecido Vaccari enquanto esteve à frente das contas do PT. Além disto, é investigado a compra de um tríplex por parte da construtora, e que seria em benefício da família de Lula.

Eduardo Cardoso defendeu a tese de que não chegaram até ele qualquer tipo de informação de que tenha sido feito procedimento investigativo a respeito de Lula. O ministro classificou as informações que são divulgadas como uma espécie de especulação e sem qualquer tipo de fundamento.

O ministro não escapou do questionamento dos jornalistas a respeito das críticas que a Lava Jato sofreu recentemente. Este fato foi amplamente noticiado na imprensa. Alguns advogados questionaram os métodos utilizados pela operação. Na opinião de Cardoso, a manifestação dos advogados sobre o processo executado constitui um direito nato de expressar a opinião pessoal de cada um.

Publicidade

Ele se defendeu, justificando que, de acordo com o cargo que ocupa, não poderia se manifestar sobre a operação e seus métodos. Além disto, garantiu que qualquer pessoa sem restrição teria o direito de se manifestar sobre o assunto.

A declarações foram feitas rapidamente, em entrevista concedida a jornalistas durante uma cerimônia no Ministério da Educação. Na ocasião, foi feito o lançamento de uma mega operação que vai apurar o desvio de verbas da merenda escolar e do transporte escolar, que é repassado pela União para os municípios brasileiros. #Corrupção