Hoje dia 18 d fevereiro seria a data do depoimento do ex-presidente Luis Inácio #Lula da Silva e da ex-primeira dama Marisa.

Eles iriam depor em horários separados sobre o caso do apartamento tríplex do localizado no edifício solaria na cidade do Guarujá. Iriam, pois os depoimentos foram cancelados por uma liminar que foi concedida pelo conselheiro Valter Shuenquener de Araújo, o pedido foi apresentado pelo deputado Paulo Teixeira do PT, segundo pedido a ação de investigação da Bancoop está na 5ª Vara e o juiz que intimou Lula e Marisa para deporem pertence a 2ª Vara.

Esta liminar tem válida para o depoimento de Lula e Marisa e tem válida até o conselho nacional do Ministério Público possa analisar o caso.

Publicidade
Publicidade

O cancelamento dos depoimentos não evitaram que grupos de apoiadores de Lula e de contrários ao ex-presidente, estivessem nesta manhã em frente ao Fórum da Barra Funda.

As 10h40 da manhã o clima esquentou, principalmente quando o grupo contrário a Lula tentou encher o boneco “pixuleco”, este boneco gigante é uma caricatura do ex-mandatário. O grupo pró-governo tentou impedir e vários manifestantes de ambos os grupos utilizaram sinalizadores de fumaça.

Ouve troca de insultos e arremessos de ovos e frutas por parte dos dois grupos, que estão sendo acompanhados pela polícia. Os ânimos ficaram mais acirrados e uma mulher levou uma pedrada na cabeça.

Alguns manifestantes ligados ao PT vieram do Rio de Janeiro para apoiar Lula, mesmos sabendo do cancelamento eles viajaram. Vestindo camisetas com os dizerem “Lula presidente” e cantavam músicas com letras que dão apoio ao ex-presidente.

Publicidade

Do outro lado estão os brasileiros que apóiam as investigações, eles traziam a bandeira do Brasil e cartazes com alusão a Sergio Moro, juiz que coordena toda a operação Lava Jato. Alguns manifestantes aproveitaram para expressar sua indignação contra a #Corrupção instalada no país e pediam a cassação de todos os políticos envolvidos independente à qual bandeira partidária pertence. Para outros a investigação sobre o apartamento e o sítio de Atibáia é só o começo, que existem muito mais a investigar.

Lula tem mais um depoimento muito aguardado por todos no dia 14 de março ele será ouvido pela primeira vez pelo Juiz Sergio Moro, Lula foi arrolado com testemunha de defesa de Bumlai. Esse depoimento será através de vídeo conferência.