O ex-governador do Ceará e ex-ministro da Educação, Cid Gomes, declarou, em evento no último dia 24, quarta feira, no qual foi homenageado no ministério da Educação, em Brasília, que o presidente #Lula foi um dos atuais ex-presidentes mais conivente com a #Corrupção quando comparado com FHC e Dilma.

Cid Gomes criticou Lula ao afirmar que, longe de querer convencer a opinião pública, a população brasileira já percebeu este fato. Segundo o ex-governador, Lula foi bem mais tolerante com todo o tipo de corrupção. Muito mais que a sua sucessora, a quem Cid defende, afirmando que se trata de uma pessoa com grande seriedade de caráter, íntegra, que sabe incorporar o perfeito espírito público e que sempre atua de boa vontade. 

Dilma e o ministro da Educação que permaneceu somente por três meses no cargo

Cid Gomes foi ministro da Educação de Dilma, no seu mandato atual.

Publicidade
Publicidade

O político que atualmente não ocupa nenhum cargo eletivo, ficou famoso ao deixar o cargo, por classificar uma grande maioria de políticos atuais de 'achacadores'. Dentre eles, o atual presidente da Câmara, o deputado federal Eduardo Cunha ( PMDB-RJ). O fato aconteceu em plena sessão da Casa Legislativa, quando o mesmo foi chamado para dar explicações sobre as suas declarações, tidas como ofensivas aos parlamentares.

Apesar de criticar Lula, Cid admite que o mesmo foi o maior presidente da República, nos últimos trinta anos. Ele apenas lamenta que o ex-presidente tenha sido obrigado a dobrar-se diante de certas concessões. O ex-governador cearense afirmou que o político terá seu lugar merecido na história do Brasil.  De acordo com o irmão de Ciro Gomes, ' Nem o Deus do momento pós-eleição Dilma, nem o diabo agora'.

Publicidade

Na ocasião, Cid voltou a criticar o PMDB e o presidente da Câmara, seu inimigo político, Eduardo Cunha. O político declarou que o partido é o grande responsável pelos brasileiros que deixaram de acreditar na política. O mesmo deixou bem claro que ' o partido é um lugar de oportunistas, de fisiológicos como regra'. Com relação a Cunha, o ex-ministro disse que o mesmo parecia um 'zumbi', que tenta se manter a todo custo no poder Legislativo, que hoje representa para estes tipos de parlamentares o verdadeiro 'fundo do poço', no cenário político atual.

Atualmente, Cid Gomes responde a processos na Justiça, movidos por Eduardo Cunha e Michel Temer, por declarações tidas como ofensivas aos políticos integrantes do partido. #Dilma Rousseff