A Operação Zelotes, da Polícia Federal, deflagrada com o propósito de apurar a #Corrupção no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (CARF), vinculado ao Ministério da Fazenda, além de apurar a venda ilegal de medidas provisórias em benefício de empresários do setor automotivo durante os governos #Lula e Dilma, dá novo passo no progresso das investigações e dessa vez se aproxima veladamente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

As investigações em curso sustentam que o lobby praticado por Mauro Marcondes Machado, preso pela Operação Zelotes, tinha como grande intuito favorecer o berço sindical de Lula, a cidade de São Bernardo do Campo, administrada pelo petista Luiz Marinho.

Publicidade
Publicidade

Fator Lula

A promessa de investimento na região do ABC paulista, se daria a partir do momento em que a venda de medidas provisórias favorecessem o lobista Mauro Marcondes, que atuava juntamente à empresa Saab, da Suécia, com intenso apoio para que o #Governo Lula adquirisse a compra de caças militares da Suécia: os aviões modelo Gripen. O investimento consta em cifras astronômicas de mais de U$ 200 milhões, com a criação de um Centro Tecnológico, na cidade de São Bernardo do Campo. A Polícia Federal apreendeu a minuta de carta que estava sob os cuidados do lobista Marcondes, em agosto de 2012 e que tinha como destinatário, Lula. Ainda de acordo com a carta, Marcondes dizia esperar que Lula compartilhasse "nosso entusiasmo com o projeto Gripen NG", em afirmação do lobista.  O ex-presidente nega que tivesse recebido qualquer comunicação sobre isso, em depoimento dado à Polícia Federal.

Publicidade

As investigações da PF descobriram ainda a tentativa de reunião, através de documentos apreendidos, de representantes da empresa Saab e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, para tratar da construção de um centro de desenvolvimento tecnológico da empresa na cidade.

Defesa contesta

O Instituto Lula afirmou que em depoimento à Polícia Federal, o ex-presidente já havia respondido sobre a minuta de carta do lobista Mauro Marcondes. Já o prefeito de São Bernardo Luiz Marinho, afirmou que atuou para que a empresa Saab, da Suécia, investisse no município. Marcondes, em seu último depoimento no dia 7 à PF, resolveu manter-se em silêncio.

Desatando nó

A Polícia Federal, através de suas apurações e com o aprofundamento das investigações nas Operações Lava Jato e Zelotes, vem desatando toda a rede nebulosa que cerca os negócios em que se encontra envolvido o ex-presidente Lula, permitindo à sociedade acompanhar todo o progresso das investigações e a elucidação de todos os trâmites ilegais e corruptivos que marcam o País, especialmente nessa última década e que infelizmente jogam o Brasil num "mar de lama".