Uma intimação foi enviada à presidente Dilma Rousseff para que a mesma apresente sua defesa  em um dos processos que pedem seu #Impeachment  e do seu vice-presidente, Michel Temer. Conforme informações do Ministério da Casa Civil, a notificação foi entregue nesta quarta-feira (3), e foi assinada pela presidente e o Oficial de Justiça já buscou a intimação que será incorporada ao protocolo de cassação.

A presidente Dilma Rousseff foi procurada nesta terça-feira (2) pelo Oficial de Justiça, mas não foi encontrada, então a notificação foi entregue só ao vice-presidente, Michel Temer. Dilma e Temer têm a partir do dia do recebimento das notificações, sete dias para formalizar suas defesas.

Publicidade
Publicidade

Os partidos autores das ações terão que se apresentar - são eles: PMDB, PT e PSDB.

Nessa fase do processo Dilma e Temer terão o direito de reunir documentos, listas de testemunhas e solicitar elaboração de outras provas, até fundamentais, que possam estar em mãos de intermediários, departamentos públicos, em ações judiciais ou oficiais. Após essas primeiras ações, testemunhas serão ouvidas e poderá haver ocasionais investigações para reunir provas. Em seguida, o Ministério Público Eleitoral e os envolvidos poderão expor suas argumentações finais.

A Ministra Maria Thereza de Assis Moura, só depois de executada essa fase, poderá preparar seu voto e posteriormente marcar o julgamento. Dilma Rousseff e Michel Temer são o centro de uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime), são também alvos de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) e de uma petição.

Publicidade

Por mais que haja diferenças jurídicas, na prática essas ações podem levar Dilma Rousseff e Michel Temer a terem seus mandatos cassados.Dilma é acusada pela oposição por abuso de poder econômico, juntamente com seu vice, e ainda são acusados de ter usado parte do dinheiro desviado da Petrobras como ajuda para sua reeleição.

A finalidade do PSDB com a Ação de Investigação Judicial Eleitoral é tirar Dilma e Temer da presidência para que se o tribunal decida que houve crime eleitoral,  Aécio Neves,(PSDB-MG) e Aloysio Nunes(PSDB-SP) assumam a Presidência da República - esses são seus pedidos nas ações movidas.