Os protestos neste 13 de março se espalharam por todo o território nacional com milhões de pessoas indo às ruas pedindo um país melhor. A meta era pedir a saída de Dilma, a prisão de Lula e o fim da corrupção. Os políticos da oposição então aproveitaram para tentar se fortalecer, mas alguns acabaram se dando muito mal, como foi o caso de #Aécio Neves e #Geraldo Alckmin.

O senador e o governador de São Paulo foram hostilizados quando chegaram à avenida Paulista para participarem dos protestos contra Dilma. Eles nem tiveram como discursar porque o povo começou a chamá-los de "oportunistas" e também de "ladrão", enquanto um outro grupo começou a gritar: "Fora Aécio! Fora Alckmin!"

Neste mesmo grupo em que estavam Aécio Neves  e Geraldo Alckmin, também se encontravam alguns senadores e também deputados da oposição, todos querendo mostrar que estavam do lado do povo, mas quem estava no local achou que eles estavam mesmo é sendo oportunistas.

Publicidade
Publicidade

A comitiva com os políticos seguiu então para o carro de som que pertence ao "Movimento Brasil Livre" e pelo visto não conseguiram convencer o pessoal a deixá-los se pronunciar. Eles então seguiram para a Alameda Casa Branca, depois foram até a Alameda Itu e daí foram embora, já que não conseguiram encontrar uma forma de fazerem um discurso.

A meta era aproveitar o grande número de pessoas contra Dilma e o PT, mais a presença de toda a imprensa para se pronunciarem apoiando o protesto e assim fortalecerem a imagem, pois eles são os principais interessados em ocuparem a vaga presidencial, no caso da retirada da atual presidente.

Por um instante, já que não conseguiram discursar, o grupo de políticos liderados por Aécio e Alckmin, resolveu parar próximo aos manifestantes e alguns vendedores, para cumprimentá-los e tirarem fotos, só que uma discussão teve início e o clima começou a ficar tenso próximo ao cercado do MBL.

Publicidade

Os políticos decidiram então que era melhor irem embora, já que a segurança deles estava começando a ser ameaçada.

E enquanto o grupo de políticos ia embora, as pessoas continuavam chamando eles de oportunistas e ladrões. #Protestos no Brasil