Milhões de pessoas: adultos, idosos e crianças; famosos e anônimos; políticos, empresários e comerciantes entonarão um grito de basta à corrupção e ao governo do PT no próximo dia 13 de março. Entretanto, após a condução coercitiva de Lula para depor na 24ª fase da Operação Lava Jato, a militância petista foi convocada por Rui Falcão para saírem às ruas defendendo o ex-presidente.

A proposta é que todos os dias os militantes da 'bandeira vermelha' saíam às ruas protestando contra a 'arbitrariedade' da operação #Lava Jato e de Sérgio Moro, bem como a favor de Lula, que consideram seu ‘maior símbolo’. Os petistas também querem mostrar toda a sua ‘indignação’ contra uma suposta tentativa de golpe em andamento.

Publicidade
Publicidade

A revolta dos ‘trabalhadores’ do partido, que dedicarão seus próximos dias a ficarem protestando nas ruas do país, também é contra a TV Globo, devido a mesma ter exibido cerca de quarenta minutos de reportagem sobre Lula. Os militantes chamam a emissora de apoiadora do golpe da elite branca.

O PT do Rio Grande do Sul promete levar milhares de pessoas às ruas dia 13 de março para combater o golpe e os manifestantes. A proposta foi aceita pelos militantes que já começaram a divulgá-la nas redes sociais a fim de que outras cidades do Brasil façam o mesmo.

Como todo protesto que envolve o PT ou grupos relacionados ao mesmo possui ocorrências de violência e dano ao patrimônio público e privado, além de desacato contra policiais, é importante que os manifestantes ‘pró #Impeachment’ não respondam as possíveis provocações do grupo para evitar confusão ou um possível mal entendido no caso de ação policial para conter os manifestantes.

Publicidade

Polícia e organizadores dos protestos temem que haja confusão descontrolada no próximo domingo, principalmente porque nomes de influência dentro do PT, bem como militantes, têm divulgado vídeos cheios de ódio na internet, chamando as pessoas para uma ‘guerra’ contra os oposicionistas.

Militantes estão usando as redes sociais para dizer que vão 'invadir' todos os lugares onde os oposicionistas combinaram de protestar. Grupos foram criados por militantes do PT, que prometem uma 'guerra' contra os 'golpistas. Autoridades já estão atentas as promessas de brigas e devem montar planos preventivos e repressivos para o dia 13 de março.

O presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, deu uma declaração em que afirma que haverá 50 mil pessoas nas ruas de Porto Alegre para ‘botarem os coxinhas para correr no domingo por terem mexido com o seu maior símbolo’. Políticos do Partido Comunista do Brasil no Rio Grande do Sul e de outros estados brasileiros apoiam o ato para 'acabar com a brincadeira' da oposição.

Acredita-se que essa #Manifestação será a maior da história desde o início dos protestos em 2013. O movimento oposicionista ganhou força nos últimos dias com os atuais acontecimentos envolvendo Dilma e Lula. Políticos de vários partidos, bem como celebridades também estão apoiando as manifestações.