As investigações da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, avançam de modo exponencial, e após o depoimento do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, as apurações podem tomar um novo rumo. De acordo com relatório do Ministério Público Federal, a prisão de #Lula poderá até mesmo ser decretada pelo juiz responsável pela Força-tarefa da Operação Lava-Jato, Sérgio Moro. Tudo depende da análise de todo o material apreendido pela PF durante os mandados de busca e apreensão realizados na última sexta-feira (4) em diversos endereços, tendo como alvo o ex-mandatário do País.

Análise de provas

O Ministério Público Federal apura se durante os mandatos presidenciais do ex-presidente Lula e da atual mandatária do País, Dilma Rousseff, ocorreu ou não um planejamento, supervisão  e condução, se tratando de todo o esquema bilionário de desvios de dinheiro dos cofres públicos provenientes da mais importante estatal brasileira; a Petrobrás.

Publicidade
Publicidade

Tudo está nas mãos do juiz Sérgio Moro, que, por ora, não apresentou um prazo para a conclusão das apurações e verificação de todo o material encontrado, porém, se houverem provas suficientes para o pedido de prisão de Lula, o juiz paranaense não hesitará em decretá-la. Todas as provas obtidas incluem: computadores, celulares, arquivos e até o conteúdo de contêineres apreendidos no sítio de Atibaia, que é atribuído à Lula.

Porém, o juiz criminalista Luiz Flávio Gomes afirma que até o momento o juiz Moro ainda não vê a necessidade da decretação de prisão de Lula, mas de acordo com o avanço na análise das provas, a prisão poderá ser decretada: "o juiz entendeu que não é o caso de prender o presidente Lula, um vez que será preciso se aprofundar nos elementos probatórios", de acordo com a descrição de Gomes.

Publicidade

Ele explica ainda que a Justiça Federal não tem um prazo determinado para a análise de provas e que o juiz Sérgio Moro age com muita prudência ao analisar os indícios colhidos pela PF e MPF. Ressalta-se ainda que, de acordo com os procuradores da Operação Lava-Jato e do Ministério Público Federal, o ex-presidente Lula sabia de toda a #Corrupção e foi o grande beneficiário do esquema criminoso implantado na Petrobrás. #Lava Jato