No início da noite de hoje, manifestantes contrários à #Dilma Rousseff se concentraram na Avenida Paulista, mais precisamente em frente ao famoso vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo), para protestar sobretudo, contra a notícia da nomeação do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, como o mais novo ministro do atual governo.

Lula assumiu o ministério da Casa Civil, nesta quarta-feira, e desencadeou reações contrárias e também positivas, tanto nas ruas quanto pelas redes sociais.

No entanto, o ânimo entre os que apoiam o governo e os que são contrários acabou explodindo na aglomeração de hoje na Paulista. Segundo matéria do repórter Bruno Fávero, no Jornal Folha de São Paulo, o casal Isadora Schautte, de 18 anos, e Lucas Brasileiro, de 21, foram agredidos com socos e pontapés ao se envolverem numa discussão político-partidária, onde ao que consta, defendiam o governo do PT (Partido dos Trabalhadores).

Publicidade
Publicidade

Lucas foi agredido no exato momento em que tentou defender a namorada de agressões, físicas e verbais.

Polícia observou

Houve reclamação sobre a conduta dos policiais que possuem uma base em frente ao local do incidente, e nada fizeram para acalmar e apaziguar os ânimos. Porém, o tenente responsável pelo local, tenente Altamare, afirmou que o evento infeliz foi demasiadamente breve e com a aglomeração de pessoas, passou desapercebido pelos policiais que chegaram apenas após a confusão ter sido controlada por populares.

Jargão de Lula

Entre as dezenas de bandeiras do Brasil, faixas e cartazes, um deles reproduzia a frase que viralizou nas redes sociais no dia de hoje, e proferida por Lula muitos anos atrás. A frase em questão diz “Pobre vai para a cadeia, rico vira ministro”, em alusão a sua nomeação para a Casa Civil, mediante às acusações que Lula sofre no contexto atual, em decorrência da operação lava jato.

Publicidade

Até o momento não se sabe quantas pessoas se concentram na região, mas como os ânimos estão acirrados e a bipolaridade parece ter se instalado em nosso país, transformando a política brasileira num verdadeiro 'fla x flu', é provável que novos confrontos, não apenas ideológicos, mas também físicos, ocorram. #Crime #Impeachment