Um dos pré-candidatos à Presidência em 2018, o ex- governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) afirmou em entrevista concedida nessa quinta-feira (24) que a tentativa frustrada da presidente #Dilma Rousseff de empossar Lula como ministro Chefe da Casa Civil foi uma “estupidez inominável” e um grave equívoco que só acelerou o processo de #Impeachment no congresso.

Segundo Ciro Gomes, Luiz Inácio Lula da Silva não tem condições de aglutinar a base aliada e trazer de volta ao #Governo os dissidentes da base que agora são contra o governo e a favor do impeachment.

Só um milagre salvará Dilma e Lula só serviu para acelerar um consenso de impeachment

Ciro Gomes afirmou também que só um milagre salvará Dilma Rousseff do impeachment e que a tentativa de colocar Lula no meio dessa história só resultou na aceleração de um consenso popular que ainda não existia e que isso gerou um “expediente golpista” que visa tirar um presidente legitimamente eleito por um processo democrático.

Publicidade
Publicidade

Ciro disse que alertou Lula sobre a nomeação de um “cara que irá roubar”, mas Lula não o ouviu

Segundo Ciro Gomes, a última conversa que teve com Lula foi sobre a nomeação de um “cara” de Eduardo Cunha para Furnas. Ele não quis dizer o nome do “cara” que iria ser nomeado por Lula, mas afirmou que Lula não deu ouvidos ao seu pedido e nomeou esse indivíduo mesmo contra a sua vontade.

Ao final ele afirmou categoricamente a Lula: “Você está nomeando um cara que vai roubar, amanhã vai vir o escândalo e você que vai ser o responsável”.

Em relação à Operação Lava Jato ele disse que Sérgio Moro é importantíssimo ao Brasil e que suas atitudes serão referência para a história do país no combate à corrupção e que o Supremo Tribunal Federal é o último recurso dos brasileiros para manter o equilíbrio e para corrigir esse período conturbado da política brasileira que ele classificou como “marcha da insensatez”.

Publicidade

Ao final, Ciro Gomes afirmou que está apoiando Dilma e que sua reunião essa semana com a presidente foi para ajudar a fortalecer a base que é contra o impeachment e que irá ajudar a barrar essa onda que está tomando conta do congresso nacional.