O clima na política do Brasil deverá ficar mais quente esta semana após a pesquisa divulgada pelo Datafolha mostrando como anda a preferência do brasileiro para os candidatos à presidência do país e nem é porque alguém está se destacando, mas pelo fato de que o juiz Sérgio Moro foi colocado como sendo do partido do #PSDB.

Moro tem sido implacável na operação "Lava Jato" e aclamado por muitos brasileiros nas manifestações contra #Lula como sendo o justiceiro do Brasil e um dos poucos que ainda lutam para acabar com a corrupção. Porém, aqueles que defendem o ex-presidente e Dilma garantem que o juiz não está sendo imparcial e o que existe é uma perseguição para tirar Dilma da presidência e impedir que o PT continua à frente do país.

Publicidade
Publicidade

Este é um tema bastante polêmico e que sempre dividiu opiniões, só que agora a turma que apoia o Partido dos Trabalhadores tem um argumento a mais, depois que o Datafolha "lançou" o juiz Sérgio Moro como candidato a presidente do Brasil pelo PSDB.

A pesquisa realizada criou vários cenários para ter uma boa ideia como seriam os resultados das #Eleições tendo um ou outro candidato e Marina Silva está à frente, em todas as pesquisas, mas destaca mesmo é o "Cenário 4" onde o Datafolha cita que a disputa de Marina seria com os "três tucanos", ou seja, candidatos do PSDB e no resultado cita os seguintes nomes: Marina, Lula, Aécio, Moro e Serra.

Marina Silva é do partido Rede Sustentabilidade, Lula é do PT e os 3 tucanos, ou seja, os candidatos do PSDB são Aécio Neves, José Serra e Sérgio Moro.

A pesquisa foi realizada pelo Datafolha entre os dias 17 e 18 de março deste ano, onde foram ouvidos 2.794 eleitores em 171 cidades de diversas partes do Brasil, sendo que a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos e mostra o desempenho dos "candidatos" entre fevereiro e março, sendo que a princípio, Moro começa da base, com zero na pesquisa, mas com um crescimento estrondoso e agora já aparece à frente até mesmo de José Serra.

Publicidade

Aécio Neves que estava na liderança e agora foi apontado por Delcídio estando envolvido com corrupção, apresentou uma queda acentuada e se o cenário continuar assim, daqui há um mês o juiz estará à frente até mesmo do tucano mineiro.

Para enfraquecer as decisões de Sérgio Moro, os petistas certamente usarão esta estatística do Datafolha que ainda não se pronunciou a respeito de ter colocado o juiz como candidato pelo PSDB.

Vale ressaltar que o pai do juiz Sérgio Moro foi um dos que ajudaram na fundação do PSDB no Paraná.