A presidente da República e seus conselheiros pretendem blindar #Lula das investigações na Lava-Jato. A opção que Dilma e os demais petistas estão cogitando é conceder um dos ministérios à Lula. Essa 'manobra' daria ao ex-presidente foro privilegiado e o isolaria das investigações conduzidas por Sérgio Moro.

Essa possibilidade já havia sido estudada algumas vezes pelo #Governo Dilma. Porém, a intenção sempre foi usar a imagem do ex-presidente para resgatar e dar o apoio político de que tanto necessita o enfraquecido governo federal.

O que houve na 24ª fase da Operação Lava Jato, que está diretamente focada em Lula e seus familiares, quando o ex-presidente foi conduzido coercitivamente à presença de um delegado federal para prestar depoimento à Justiça, é que está por trás da intenção de Dilma e seus conselheiros.

Publicidade
Publicidade

Lula é o maior nome e representante do governo petista, grande responsável pela reeleição da presidente e a eleição do prefeito de São Paulo, que começou a corrida pelo cargo em 4º lugar nas pesquisas. O enfraquecimento da imagem de Lula compromete, e muito, a desenvoltura e a segurança do governo de Dilma.

Lula sempre recusou a oferta de ser ministro de Dilma, qualquer que fosse a pasta. Pessoas ligadas ao ex-presidente consideravam que se aceitasse, ele estaria sendo 'rebaixado' de cargo. Talvez agora Lula mude de ideia, a presença da Polícia Federal batendo em sua porta às 6 horas da manhã, provavelmente o fará repensar na hipótese.

Especialistas da "Folha de São Paulo" afirmam que essa tentativa de manobra de Dilma e Lula pode "jogar uma pá de cal" no governo da petista, que está entre os de menor popularidade da história e de quebra poderia levar ao povo a ideia de que Lula está com medo da Justiça e de que tem algo a esconder ou ao menos o que temer.

Publicidade

Todos os olhos se voltam às manifestações contra o governo convocadas para as principais capitais do país para o dia 13 de março (domingo). Governistas e oposição estão atentos à adesão popular, que poderá definir os rumos do processo de impeachment contra Dilma. #Dilma Rousseff