Um acontecimento curioso aconteceu na última terça-feira (8) em Caxias do Sul, cidade situada a 120km da capital Porto Alegre (RS).

A presidente Dilma esteve na cidade para entregar apartamentos que foram adquiridos financiados pelo plano Minha Casa Minha Vida.

Para fins de material publicitário, a presidente entregou das próprias mãos o apartamento do casal Eliel e Adriane Silveira. O que o casal não esperava era que o apartamento fosse entregue todo mobiliado. Fogão, máquina de lavar, geladeira, mesa, cadeiras, camas, colchões, armários de cozinha entre outros.

Segundo Eliel, a presidente Dilma ainda questionou sobre os móveis a um funcionário da Arcari Empreendimentos, construtora responsável pela obra.

Publicidade
Publicidade

Em resposta, o funcionário informou que os móveis eram um presente da construtora ao casal.

Mas a surpresa veio hoje pela manhã. Ao visitar o apartamento pela manhã, o casal se deparou com funcionários da construtora retirando todos os móveis do apartamento. Os principais móveis da cozinha e área de serviço já haviam sido retirados. Ao indagar o responsável da construtora, o mesmo informou que os móveis eram apenas para aparecer no VT institucional. Revoltado, o casal começou a argumentar com a empresa sobre a resposta que foi dada para a presidente quando a mesma perguntou sobre os móveis. Depois de muita argumentação, os móveis que ainda não haviam sido retirados foram mantidos.

Só que a construtora não esperava a repercussão que o caso teria. Evitando então uma imagem negativa sobre a empresa, a Arcari Empreendimentos resolveu então doar o restante dos móveis.

Publicidade

Em nota, a empresa afirma que doou, mas que não havia nenhuma promessa de doação dos móveis para a família.

Novas medidas para financiamento

A Caixa Econômica Federal divulgou na última terça-feira um balanço dos financiamentos feitos no ano de 2015. O lucro nessa modalidade de crédito ultrapassou os R$ 7 bilhões, quase 1% a mais do que no ano de 2014. Também foram apresentadas novas medidas para estimular o crédito imobiliário.

Uma delas é o aumento da cota de financiamento para imóveis usados, que passa de 50 para 70% do valor total. Outra medida é a volta do financiamento para o segundo imóvel. A suspensão havia ocorrido em agosto de 2015. Agora é possível ter dois imóveis financiados ao mesmo tempo, desde que nenhum esteja participando do plano Minha Casa Minha Vida. #Governo #Dilma Rousseff #Finança