Nesta sexta-feira (4), está acontecendo a 24ª fase na Operação #Lava Jato. Através de mandados de busca, apreensão e conduções coercitivas, policiais chegaram à casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Paulo. Desde às 6h, a operação é realizada nas casas de #Lula, além do imóvel em São Bernardo do Campo no Estado de São Paulo, outros mandados estão sendo efetuados pela #Polícia Federal, nos Estados da Bahia e Rio de Janeiro. Na capital Salvador a operação também é realizada com mandados de busca e apreensão além de uma condução coercitiva que levará o investigado à Polícia Federal para prestação de depoimento.

Além da PF, a Receita Federal também participa da Operação.

Publicidade
Publicidade

São 44 mandatos judiciais, 33 são realizadas em busca e apreensão e 11 com a condução coercitiva obrigando a pessoa a prestar depoimento. Nesta nova fase da Operação foi preciso a participação de cerca de 200 policiais federais, ainda na ação 30 auditores da Receita federal estão realizando trabalhos na investigação em São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro.

A Operação está dando continuidade nas investigações dos crimes cometidos relacionado com a Petrobras. Além de corrupção e lavagem são alvos da PF diversas outras pessoas que fizeram parte do criminoso esquema. Esta nova fase da Operação Lava Jato foi batizada de Aletheia, o nome significa "Em busca da verdade" em grego.

Durante as buscas, apreensão e condução coercitivas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado pela PF (Polícia Federal) para prestar o depoimento obrigatório.

Publicidade

O juiz Sergio Moro, de Curitiba, foi o responsável por determinar a busca e apreensão nesta nova força tarefa. Na diligência no imóvel na casa do filho de Lula, o Lulinha, em Moema foram utilizados dois automóveis da PF e um da Receita federal. Os investigadores chegaram já na parte da manhã nos locais de mandados e não conversaram com a imprensa que estava em peso no local.

No momento, os moradores falaram que está ocorrendo uma enorme movimentação no prédio da PF na Lapa em São Paulo. Existe ainda agentes nos prédios do Instituto Lula e Odebrecht. Mandados para o sítio e o tríplex em  Atibaia e Guarujá. Os assessores de Lula também são investigados pela PF e estão recebendo o cumprimento da operação com os mandados de busca e apreensão de documentos