#Lula, o #PT e os militantes petistas até esperavam um início de semana mais tranquilo, entretanto, o dia amanheceu com uma notícia que pode tirar o sono de muita gente do 'Partido dos Trabalhadores'. Integrantes da Operação #Lava Jato abrirão processo por improbidade administrativa contra Lula se as acusações envolvendo empreiteiras forem confirmadas.

Um processo por improbidade administrativa gera a inelegibilidade do culpado. Atualmente já existem cinco processos por improbidade contra acusados da Lava Jato, sendo que há pedidos de até 10 anos de inelegibilidade aos condenados.

Lula tem anunciado desde a 'vitória' de Dilma que 'pode' se candidatar à presidente em 2018, bem como Rui Falcão, presidente do PT, revelou recentemente que Lula é o plano A do partido na disputa pela presidência da República em 2018, não havendo segunda opção.

Publicidade
Publicidade

Eleições

Com a ausência de Lula, Aécio Neves e Jair Bolsonaro tornam-se os protagonistas das próximas eleições. Michel Temer, se não passar por nenhum processo de cassação até as eleições, poderá disputar a presidência, mas com poucas chances de chegar ao segundo turno.

'Figurinhas conhecidas' como Marina Silva e Luciana Genro também devem figuram no novo pleito, mas até o momento, nada indica que haverá alguma relevância política importante. Levy Fidelix, José Maria Eymael e candidatos de menor expressão também devem compor a lista de candidatos a fim de equilibrar os debates e também fazer o eleitor pensar melhor antes de votar.

Nas últimas eleições presidenciáveis, Levy Fidelix disse em debate ao vivo pela TV, que sabia que não tinha chances de vencer, mas que estava ali para confrontar os candidatos e fazê-los responder perguntas que podem ajudar as pessoas a decidir o futuro do Brasil de forma consciente.

Publicidade

Na ocasião o candidato disse que acreditava que o segundo turno seria entre Marina e Aécio. Sua sinceridade e raciocínio ganhou o respeito de muita gente, que acabou decidindo votar nele de última hora.

Já José Maria Eymael era o único candidato à presidente da república que é autor de 150 emendas constitucionais, incluindo à que criou o aviso prévio de 30 dias e a redução da carga horária semanal do trabalhador para 44 horas. O candidato usava como tema de sua campanha que um povo feliz é um povo que tem a Constituição cumprida, uma vez que na prática isso não existe no Brasil. A começar pelas divisões que algumas leis, secretarias e PLs criam com privilégios para determinados grupos no país, o que fere o princípio da igualdade.

Adeus, PT!

Mesmo com destaque entre algumas regiões e grupos do Brasil, sobretudo em parte do nordeste brasileiro, o PT não conseguirá um candidato de destaque até 2018 para vencer as eleições, logo, se as acusações contra Lula se confirmarem, o Brasil estará oficialmente livre de um governo nacional feito pelo PT por um bom tempo.

E você, o que acha dessa novidade da semana? Deixe a sua opinião através de um comentário abaixo dessa matéria.