Quando era líder do Governo, Delcídio do Amaral cumpria uma jornada dupla e chegou a presidir a "Comissão de Assuntos Econômicos do Senado", sendo que, nessa época, ele mesmo negociou para que fossem aprovadas todas as medidas de ajuste fiscal que para a presidente #Dilma Rousseff eram prioritárias. O senador era uma espécie de "peça-chave" usada para impedir que a "Operação #Lava Jato" fosse capaz de chegar ao esquema que comandava o "petrolão".

Delcídio do Amaral também atuava como uma espécie de "bombeiro", indo dialogar com os empreiteiros, com os funcionários da estatal e até mesmo com os políticos que vinham sendo acusados de estarem envolvidos no esquema de corrupção.

Publicidade
Publicidade

Era ele que tratava de tudo isto, anotava e depois se encontrava com Dilma e #Lula para passar os relatórios completos.

A principal missão do senador era tentar antever os problemas e já propor soluções evitando que tudo caminhasse na mais perfeita harmonia. Inclusive foi o próprio Delcídio quem alertou Dilma sobre a Odebrecht ter pago o marqueteiro João Santana poro alguns serviços prestados durante as campanhas presidenciais realizadas pelo Partido dos Trabalhadores.

Também foi o próprio Delcídio quem foi informar a Lula sobre os petistas que estavam reclamando da falta de atenção do partido. Ele fazia questão de deixar claro que era de fundamental importância ajudar os "companheiros" em apuros, como aqueles que estavam sendo investigados, fornecendo total assistência jurídica para que eles não contassem nada às autoridades, principalmente a respeito do desvio de quase R$ 50 bilhões da Petrobrás.

Publicidade

Só que Delcídio do Amaral foi preso e se sentiu traído, abandonado, Lula o chamou de imbecil e ele ficou revoltado com tudo isto e por isto mostrou-se pronto a colaborar com as autoridades contando tudo que sabe e até mesmo revelar o que fez, obedecendo ordens diretas de Lula e Dilma Rousseff, por mais de 13 anos.

Agora, no acordo de delação premiada, o senador está contando tudo e garante que Lula e Dilma estavam sabendo claramente que havia um esquema de corrupção e tem mais, os dois trabalharam para que este esquema fosse mantido e funcionado corretamente.

Lula e Dilma agora devem mais essa explicação à nação.