O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, pretende tomar uma medida, que diante do cenário político brasileiro, não será bem vista pela população, e que possivelmente vai trazer mais desgaste, ao já enfraquecido #Governo Dilma. De acordo com o Jornal Folha de S. Paulo, o governo decidiu que vai trocar a diretoria-geral da Polícia Federal em até 30 dias.

Governo quer mudar a diretoria-geral da Polícia Federal

Eugênio Aragão, ministro da Justiça, tem 30 dias para apresentar ao planalto, nomes para a substituição do então diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, que ocupa o cargo desde de 2011. A situação do diretor da PF ficou insustentável depois da liberação das gravações dos grampos feitos à vários telefones ligados ao ex-presidente Lula. 

Em uma destas gravações, a conversa entre a presidente Dilma e Lula citando um documento referente a posse do ex-presidente como ministro chefe da Casa Civil, foi amplamente divulgada pela imprensa.

Publicidade
Publicidade

Segundo investigações da #Lava Jato, o diálogo deixa transparecer a intenção da presidente Dilma em blindar Lula de um possível mandato de prisão pela justiça comum. Dilma nega que a gravação feita, segundo ela ilegalmente, tenha algum cunho de blindagem.

Por causa principalmente deste vazamento, Leandro Daiello, perdeu de vez toda a confiança do Planalto.

Aragão chegou causando polêmicas

Em uma entrevista concedida Folha e publicada no sábado (19), Eugênio Aragão, deixou muita gente irritada, quando afirmou que em caso de novos vazamentos, trocaria toda a equipe da Polícia Federal. Esta afirmação foi rebatida imediatamente pela Associação dos Delegados de Polícia Federal - ADPF. O presidente da entidade, Carlos Miguel Sobral, disse que enxerga nesta ação a intenção do governo de acabar com a Operação Lava Jato e de impedir que Sérgio Moro, continue a frente das investigações.

Publicidade

O ministro da Justiça comanda a Polícia Federal?

O diretor-geral da PF é subordinado ao ministro da Justiça, entretanto é preciso deixar claro que a Polícia Federal tem autonomia de atuação, por parte de seu comandante. A constituição dá a Justiça, a condição de determinar as diretrizes da PF e a previsão orçamentária. #Investigação Criminal