O cenário político no Brasil é de instabilidade e a cada dia novos depoimentos e investigações surgem. Desde o início da operação Lava-Jato, há dois anos, diversas operações foram deflagradas pela Polícia Federal e o Poder Judiciário colocou donos de empreiteiras e políticos atrás das grades.

Confira a delação premiada de Delcídio 

Nesta terça-feira (15) de março, o Supremo Tribunal Federal divulgou na íntegra o depoimento de Delcídio de Amaral. O senador foi preso no ano passado por atrapalhar as investigações da Lava-Jato.

Há duas semanas atrás diversos veículos de comunicação citaram parte de delação de Delcídio alegando que o senador entregou a presidenta e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Publicidade
Publicidade

O depoimento na íntegra se encontra nos comentários abaixo

O depoimento do senador está dividido em 29 sessões que fala sobre o desfecho da Petrobrás, que incluem desde a ligação de Dilma com Cerveró e a compra da Usina de Passadena a manipulação dos 'spreeds' da Petrobrás. 

O cenário é reverberado no executivo com um desfecho inimaginável. Nesta semana o PMDB anunciou a retirada do governo como forma de chantagem a presidente #Dilma Rousseff. O cenário instável demonstra a fragilidade do governo do PT desde a reeleição de Dilma.

Foi divulgado nesta terça-feira o áudio de Delcídio do Amaral e Aluízio Mercadante. O aliado do governo Dilma oferece ajuda ao senador e a família dele após a operação Lava-Jato. A situação para o PT está  cada vez mais insustentável e o clima é de renúncia ou #Impeachment.

Publicidade

O cenário político no país hoje é de mudança total e o ex-presidente Lula deve assumir algum ministério ou tornar-se chefe da Casa Civil no governo Dilma. Ninguém sabe ao certo o futuro da política brasileira, que desde as últimas eleições sofre reviravoltas, onde diversos políticos vem sendo investigados.

Não é pra menos, o PT hoje possui nomes em sua política e composição de governo que são incompatíveis com os ideias que formaram o partido. Ninguém imaginava a vinte anos atrás, Delcídio do Amaral (ex-PSDB e atual PT) sendo um cabeça de governo. Ou até mesmo Dilma 'implorando' por clemência para Renan Calheiros (Chefe do Senado PMDB). #Lava Jato