#Lula não podia ser considerado ministro da Casa Civil porque tinha uma segunda liminar suspendendo a posse do ex-presidente, mas nesta sexta-feira essa liminar foi derrubada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio de Janeiro e até o momento não há nenhuma outra liminar impedindo que Luiz Inácio Lula da Silva assuma o cargo dado a ele pela presidente #Dilma Rousseff.

Reis Friede foi o desembargador que suspendeu a liminar concedida pela juíza Regina Coeli Formisano que cancelou a nomeação de Lula para ser ministro-chefe da Casa Civil.

A questão é que agora há mais de 50 ações sendo movidas por todo o país, no intuito de impedir novamente que Lula possa assumir o cargo, de acordo com a Advocacia Geral da União.

Publicidade
Publicidade

E mais de 10 ações já foram protocoladas no Supremo Tribunal Federal, tendo este mesmo objetivo.

A liminar só foi cassada porque Reis Friede considerou que Regina Coeli Formisano, juíza da 6ª Vara Federal do Rio, não tinha competência para determinar a suspensão da posse do ex-presidente, uma vez que esta nomeação é um ato da Presidência e por isto deve sempre ser apreciado pelo Supremo Tribunal Federal.

Reis Friede ainda considerou a possibilidade de acarretar uma "grave lesão à ordem e à economia públicas, tendo em vista o risco de agravamento da crise político-social" e assim, Lula é novamente considerado o mais novo ministro de Dilma Rousseff e já pode exercer suas funções junto ao governo.

As ações que estão sendo movidas apontam que a nomeação de Lula para a Casa Civil tem como finalidade alterar o foro competente referente às investigações às quais o ex-presidente vem sendo investigado, sendo esta uma forma de fazer com que Lula fique fora do alcance do juiz Sérgio Moro.

Publicidade

Inclusive, há juristas e também ministros do Supremo Tribunal Federal que consideram esta decisão de Dilma, de colocar Lula na Casa Civil, como um "crime de responsabilidade" e também uma "tentativa de obstrução da Justiça".

O ministro Gilmar Mendes está com a maioria das ações movidas para tirar Lula novamente do cargo, sendo que este é um dos ministros que mais vem criticando o Governo. #Protestos no Brasil