'Estou vivo e sou mais honesto que vocês'. Esta foi a frase que #Lula usou para demonstrar toda a sua indignação com a Justiça, em especial, com o juiz Sérgio Moro. A declaração foi feita na noite desta sexta feira, dia 4, na sede do Sindicato dos Bancários, em São Paulo. O atual e mais famoso investigado pela nova fase da Operação Lava Jato, foi aplaudido por milhares de simpatizantes, políticos e militantes do #PT, que ali estiveram para prestar solidariedade e demonstrar indignação, após o petista ser conduzido, por meio de mandado de coerção, por policiais federais a depor sobre as propriedades que, supostamente, seriam suas e são alvo da investigação.

Publicidade
Publicidade

Lula agradeceu a recepção calorosa e ao discursar sobre o fato de ser investigado pela Justiça Federal, conseguiu encontrar apoio em todos os presentes, que fizeram coro ao concordarem que o procedimento adotado pela PF e pelo juiz Sérgio Moro não passou de uma provocação banal e imbecil, conforme as palavras do ex-presidente. O espetáculo foi coroado diversas vezes pelo choro vitimizado do líder petista, que serviu para inflamar o discurso reacionário, típico do repertório petista em comover multidões. 

Em meio aos cinco mil presentes, segundo a estimativa do próprio sindicato, Lula desafiou a Justiça e declarou que nem o Procurador Geral da República, nem o delegado da PF e nem o próprio Sérgio Moro, todos juntos, não seriam mais honestos, nem R$ 1 a mais que ele próprio.

Publicidade

"Se o forem, eu desisto da vida pública", afirmou.

Lula acusou implicitamente a Justiça brasileira de querer reduzir a importância de seu trabalho político e vinculá-lo a um grupo de empresas que estão sob investigação da Lava Jato. Ele chamou aqueles que querem derrotá-lo para o embate direto nas ruas.

O ex-presidente declarou que a partir da próxima segunda feira, dia 07, terá a intenção de percorrer o país inteiro, para demonstrar que ainda está vivo e que não se calará diante daquilo que classificou como uma tentativa de querer silenciá-lo, através de denúncias e perseguições. Lula disse que não guarda sentimentos de ódio ou vingança, entretanto, afirma que possui plena consciência do que ele pode fazer pelo povo brasileiro e o que este espera dele. 

 

  #Corrupção