O sábado amanheceu com a continuidade do assunto mais comentado das últimas 48 horas: #Lula e o #PT estão sendo desmascarados. A deputada do Partido Comunista do Brasil, Jandira Feghali, divulgou um vídeo rápido em apoio ao petista, entretanto, o destaque não foi para a sua defesa, mas sim para a fala de Lula.

A deputada aparece dizendo que o ex-presidente estava conversando com Dilma naquele momento e que em seguida daria uma entrevista coletiva, fato que ocorreu na tarde de sexta-feira,4. O fato é que durante essa conversa com a presidente, Lula se exalta e diz que eles (PF ou oposição) devem 'enfiar' o processo em um lugar nada convencional.

Publicidade
Publicidade

Assista ao vídeo e note que a imagem de Lula aparece atrás da deputada. Ele está ao telefone, segundo Jandira, 'tranquilo e pronto para guerrear':

A deputada demonstrou sua força à Lula e Dilma trocando sua foto do perfil e de capa do Facebook por fotos dos dois, além de dedicar suas últimas publicações a tentativa de 'evitar um golpe ou Estado de Exceção'. Militantes petistas estão apoiando suas publicações, mas pessoas contra o governo têm seus comentários apagados ou são bombardeados com as criticas. O vídeo foi salvo por dezenas de internautas que o reproduziram em diversas redes sociais, de forma que mesmo apagando a publicação originária, a revolta de Lula, continua sendo vista por quem quiser.

Força da oposição, grito das ruas e repercussão internacional

Desde quinta-feira, a bancada da oposição, que ao contrário do que muitos pensam, não é formada apenas por parlamentares do PSDB, tem demonstrado seu repúdio à Dilma e Lula.

Publicidade

Todos os parlamentares se comprometeram a barrar qualquer votação a partir de segunda-feira enquanto a comissão do impeachment não for instaurada.

Os políticos também vão pedir a renúncia de Dilma como uma chance para que ela se retire do cargo de presidente da república de forma digna, evitando a cassação de seus direitos políticos por pelo menos oito anos com sua condenação. Dilma já afirmou há alguns meses que não pretende renunciar e que cumprirá seu mandato até o fim.

Com manifestações marcadas para o dia 13 de março desde dezembro, o movimento que pede o impeachment e o fim da corrupção no país ganhou ainda mais força e muita gente que não tinha planos de ir às ruas no próximo domingo, resolveu mudar de ideia e engrossar o coro de 'Fora Dilma'. Espera-se que esta venha a ser uma das maiores manifestações populares dos dois últimos anos.

Já a imprensa internacional continua repercutindo a situação de Lula, alegando que o seu legado não deve ser desculpa para que ele se torne alguém intocável. Parte das manchetes de grandes programas de TV e jornais internacionais, como Le Monde, The Guardian e The New York Times, noticiaram o fim de uma 'Era' e a insatisfação da maior parte dos brasileiros com a corrupção, que é cada vez mais explicita.

OBS: Caso o vídeo acima seja retirado do ar, pesquise no Youtube pela frase dita por Lula e encontrará outros vídeos. #Lava Jato