Foi anexado nesta segunda-feira (7), na ação penal movida contra o pecuarista José Carlos Bumlai, junto a Justiça Federal em Curitiba, a decisão tomada pelo juiz federal Sérgio Moro, de intimar o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, para depor como testemunha de defesa. Segundo o portal de notícias Agência Brasil, o depoimento foi marcado para o próximo dia 14 de março.

Lula é intimado para depor novamente

Os depoimentos serão colhidos na ação penal na qual o pecuarista José Carlos Bumlai e outras dez pessoas, são investigadas na Operação Lava Jato pelos crimes de lavagem de dinheiro e #Corrupção

Desta vez a oitiva de Lula será feita através de videoconferência na Justiça Federal de São Paulo, no dia 14 de março as 9h30.

Publicidade
Publicidade

No mesmo dia estão marcados outros depoimentos de testemunhas que foram arroladas pela defesa do pecuarista.

Acusações que pesam sobre José Carlos Bumlai

Amigo íntimo de Lula , o pecuarista José Carlos Bumlai é acusado pelo MPF - Ministério Público Federal, de usar contratos feitos junto a Petrobrás, para quitar empréstimos com o Banco Schain. De acordo com os procuradores de justiça, alguns investigados que assinaram a delação premiada, afirmam que o empréstimo de 12 milhões foi destinado ao PT - Partido dos Trabalhadores. Ainda segundo os depoimentos o pagamento deste montante, foi feito mediante a contratação da Construtora Schain como operadora do navio-sonda Vitória 10.000, pertencente a Petrobrás, em 2009.

PT e a Construtora Schain rebatem as acusações

Desde que surgiram as primeiras denúncias, o PT afirma que todas as doações feitas ao partido são legais e devidamente declarada as autoridades competentes.

Publicidade

Já a Construtora Schain declara que o contrato com a Petrobrás seguiram as mesmas regras e modelos de contratação para prestação de serviço de navios-sonda.

A Polícia Federal já realizou 45 mandados de condução coercitiva em 2016

Apenas nos primeiros 64 dias do ano de 2016, o Poder Judiciário concedeu à Polícia Federal 45 mandados de condução coercitiva. Estes números mostram que a cada um dia e meio, um indivíduo suspeito de algum crime é obrigado a acompanhar policiais para prestar depoimentos. Foram feitas 17 operações até a última sexta-feira (4), com autorização da justiça. #Lava Jato