Lula mal foi empossado ministro da Casa Civil, e já enfrenta sua primeira barreira. O juiz do DF Itagiba Catta Preta Neto, expediu uma decisão liminar provisória, impedindo que o ex-presidente Lula assuma o cargo de ministro da Casa Civil, até segunda ordem.

Como cabe recurso na 1ª Regional do Tribunal Regional Federal, advogados da AGU disseram que vão tentar derrubar esta liminar ainda nesta quinta-feira, já que segundo eles, não há fundamentos lógicos para tal cassação.

#Dilma Rousseff empossou Lula nesta manhã tumultuada, para a Casa Civil, onde antes mesmo do discurso da presidente, houve gritos de um deputado, dizendo “Isso é uma vergonha”, mas logo foi calado pelos governistas com gritos de “Não ao Golpe”.

Publicidade
Publicidade

Dilma disse que a democracia está acima de tudo, e que o grampo de sua fala com Lula, não tem autorização da Justiça. Ela criticou a exposição dos grampos concedida pelo Juiz Federal Sérgio Moro, dizendo que tomará atitudes severas após este ato.

Lula acompanhou tudo sentado, sem dizer uma palavra. Ele foi cumprimentado pela Dilma que fez o gesto de vitória no final da posse.

Do lado de fora do Planalto, manifestantes prós e contra o #Governo, agitavam suas bandeiras, tudo com o isolamento da Polícia que criou um cordão, impedindo que houvesse confronto entre as partes.

O Brasil acordou nesta quinta feira com os ecos das manifestações que pedem a saída de Dilma e a prisão de Lula. Na Avenida Paulista, manifestantes passaram a noite em protesto pedindo Justiça e louvando a operação Lava Jato.

Publicidade

Lula agora empossado ministro, adquiriu foro privilegiado, e a população vê esta atitude, como forma de injustiça, já que o julgamento das ações de Lula mudou para outra instância, o STF, que não é bem visto pelo povo.

Iremos aguardar mais informações sobre o andamento dos processos de cassação da nomeação de Lula do Ministério da Casa Civil, e daremos mais detalhes sobre o caso.

O que você esta achando sobre a nomeação de Lula para o ministério da Casa Civil?

Deixe seu comentário. #Corrupção