Nessa quarta-feira (2), uma página na #Internet entrou no ar em que o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e seus filhos, Fábio Luis e Luis Cláudio, postam argumentações e defesas de todas as acusações das quais estão sendo alvos na Justiça e também o teor de todas as ações judiciais as quais a família “#Lula da Silva” move contra jornalistas, políticos e um procurador jurídico.

A página eletrônica denominada “A bem da verdade” possui em sua totalidade 45 medidas legais tomadas pelos três, o pai e os dois filhos. Algumas ações foram feitas em conjunto, outras de forma separadas e isoladas, mas todas visando a reparação de danos morais e também pedindo ações indenizatórias.

Publicidade
Publicidade

Foi uma forma que Lula e seus filhos acharam para se defender de tantas matérias que envolvem seus nomes.

O domínio da página pertence à empresa G4 Entretenimento e Tecnologia Digital Ltda na qual Fábio Luis é sócio-diretor. A empresa está situada no bairro dos Jardins em São Paulo. Outra empresa de Fábio também está situada no mesmo endereço, a LFT Marketing Esportivo, na qual foi alvo da Operação Zelotes, onde agentes da #Polícia Federal fizeram mandados de buscas e apreensões no escritório da marca.

Currículos profissionais dos dois filhos de Lula são divulgados no site

A página possui um campo em que os currículos profissionais dos dois filhos de Lula são apresentados e um link para biografia de Lula no site do Instituto Lula.

Fábio Luis possui bacharelado e licenciatura em Ciências Biológicas e Luis Cláudio possui formação em Educação Física.

Publicidade

Experiências profissionais de Luis Cláudio nos quatro grandes times paulistas são explicadas detalhadamente.

Luis Cláudio foi auxiliar técnico da Sociedade Esportiva Palmeiras e do Santos Futebol Clube em 2008 e 2009 e preparador físico do São Paulo Futebol Clube em 2006 e do Sport Clube Corinthians Paulista em 2010.

O instituto Lula não divulgou nenhuma nota sobre a entrada do site no ar, somente assessores da família de Lula esclareceram que o site é classificado como “autoexplicativo”.