Neste domingo (13), ocorreram protestos em muitas cidades do Brasil. Manifestantes se aglomeraram em cidades da Baixada Santista e Vale do Ribeira, litoral de SP, em protesto contra a presidente Dilma Rousseff e Luís Inácio Lula da Silva (ex-presidente).

A aglomeração se deu no começo da tarde e houve muita adesão em Santos e no Guarujá. Várias pessoas se reuniram em frente ao prédio que fica na praia das Astúrias. Neste local está o tríplex que está sendo investigado pelo MP (Ministério Público). O mesmo foi denunciado, pois provas apontam #Lula como o dono do apartamento.

Na quinta-feira (12), o MP-SP solicitou a prisão temporária de Lula, baseado em provas sobre o citado imóvel do Guarujá e sítio em Atibaia.

Publicidade
Publicidade

Os manifestantes começaram a se juntar na porta do prédio em torno das 12h. Eles se vestiram de verde e amarelo. A multidão clamava pela prisão de Lula e pela saída de Dilma da presidência. Um boneco vestido de presidiário foi colocado no "Solaris" pelos moradores de um dos apartamentos.

Foram fixados muitos cartazes nos vidros da entrada do prédio, contra Dilma e o ex-presidente Lula. "Estamos cansados de tanta corrupção", "O tríplex é o maior símbolo de tudo isso. A gente tem que se unir porque não compactuamos com eles. Estamos indignados, também queremos o #Impeachment de Dilma", disse Sandro Mastellari (coordenador).

O Movimento Brasil Livre, com o seu afiliado João Pedro Amorim, que é a favor da saída da presidente, disse que as pessoas do Brasil devem continuar lutando por um país melhor.

Publicidade

Para ele, "não podemos fechar os olhos e aceitar essa corrupção. Temos que ir para a rua".

O coronel da PM, Rogério, que fez a segurança do evento, disse que tudo transcorreu da melhor forma e que foi tranquilo. Para ele, as pessoas de bem, que participaram do movimento, não causaram problemas. Às 15h, havia em torno de 1,3 mil pessoas na área, segundo informações da PM.

Os organizadores do movimento citaram 700 pessoas participando da manifestação, mas a quantidade poderia ser maior devido a uma passeata que estava ocorrendo próximo ao local e que poderia acabar em frente ao prédio no Guarujá.

Na cidade de Santos, a movimentação começou na Praça do Surfista, às 14h10. De acordo com a organizadora, havia em torno de 20 mil pessoas, todos com blusas verde amarelas. O povo clamava pelo fim da corrupção e pela saída de Dilma do poder.

O trânsito foi fechado pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e liberaram a passeata. Todos foram para a Praça da Independência, que ficou lotada. Segundo a PM, em torno das 17h havia uma média de quatro mil pessoas no local.

O protesto durou cerca de três horas, mas a chuva que caiu à tarde acabou atrapalhando e muitos manifestantes se dispersaram. Os manifestos também ocorreram em Peruíbe, Praia Grande, Bertioga, Registro, Cananeia, Jacupiranga e Pariquera-Açu. #Protestos no Brasil