O Ministério da Justiça ainda não confirmou uma possível troca do diretor-geral da #Polícia Federal (PF), Leandro Daiello. Por enquanto ele continua no cargo, mas pode ser substituído em até 30 dias. O governo não garante que Daiello permaneça no comando depois que o ministro da Justiça, Eugênio Aragão, assumiu na última quinta-feira (17). Aragão pretende colocar no comando da Polícia Federal um novo "nome", com um perfil mais apropriado com liderança interna. Daiello está no cargo desde 2011, mas perdeu toda a confiança do governo depois dos episódios das "escutas telefônicas", que foram autorizadas pelo juiz federal paranaense Sérgio Moro, para investigações da Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

As conversas entre a presidente #Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, numa tentativa da presidente livrar Lula da prisão, foi um dos pontos que determinou essa determinação de mudança no comando da Polícia Federal. A presidente Dilma será a responsável por nomear o novo comandante da PF, que será indicado pelo ministro Aragão.

Missão do ministro Aragão

O novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, pretende levar à presidente Dilma, um nome de liderança e de confiança do governo. Ele precisa identificar alguém que aceite o cargo, neste momento "pesado" da política brasileira. A tarefa não é fácil, pois as investigações da Lava jato não param e cada dia novos acontecimentos tomam conta da crise em que o país vive. Além disso,o novo comandante, terá em seus trabalhos que lidar com os processos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Transição

Leandro Daiello, no prazo de um mês, seria transferido para um novo departamento da Instituição.

Publicidade

O Ministério da Justiça afirma que Daiello continua com sendo de grande confiança para o ministério da Justiça e que esta mudança será apenas para buscar um novo perfil dentro da PF. Aragão comentou em uma entrevista, no último sábado (19), que estas instituições que possuem competências autárquicas, precisam ser dirigidas por lideranças.