Nesta semana, muitos brasileiros viram boquiabertos os desdobramentos da operação Lava Jato, que chegou a sua vigésima quarta etapa. O evento que chamou mais a atenção de todos foi o fato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depôr de forma coercitiva. O político garantiu que conversaria com os agentes da lei e que não precisava ser obrigado a isso, mesmo na semana anterior tendo conseguido na justiça não prestar qualquer depoimento. O cenário político nacional então movimentou a todos, até mesmo artistas. Personalidades públicas chegaram a bater boca nas redes sociais. 

O clima esquentou depois que a revista 'Isto É' publicou o que seria a delação premiada do ex-Senador Delcídio do Amaral.

Publicidade
Publicidade

Ele perdeu o cargo depois de ser preso acusado de estar envolvido no esquema de corrupção que desvio dinheiro da maior estatal brasileira, a Petrobrás. Nessa nova fase da operação, quando o foco passou a ser personalidades do Partido dos Trabalhadores, o PT, muita gente questionou a falta de apoio de outra legenda, que nos últimos anos fez dobradinha com o partido de Lula, o PMDB. O PMDB é o mesmo partido do vice-presidente da república Michel Temer, que assumiria o #Governo no caso de uma renúncia ou ao fim de um processo de impeachment, no qual Dilma Rousseff fosse comprovadamente considera culpada de qualquer crime suficientemente grave para tirar ela da presidência. 

Quem não fugiu do assunto foi a ex-apresentadora do 'Vídeo Show' e atriz Monica Iozzi. A ex-companheira de Otaviano Costa na bancada do vespertino da Globo usou sua página oficial no Instagram para se pronunciar contra o partido do vice-presidente.

Publicidade

Segundo ela, o PMDB estaria sendo hipócrita ao desaparecer em um momento tão importante, especialmente quando o Partido dos Trabalhadores é dizimado. 

O PMDB é uma quadrilha de hipócritas e sangue-sugas. Ficaram o tempo todo ao lado do PT, são co-responsáveis por tudo e agora são vítimas?!”, publicou.

A fala de Monica rapidamente ganhou repercussão no cenário político e está sendo usada pelas pessoas que são contra o jeito PMDB de gerir os bastidores de um assunto tão importante.  #É Manchete!