O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve um pedido de prisão preventiva decretado pelo MP (Ministério Público de São Paulo) que causou muito alvoroço no Congresso Nacional e na mídia, nesta quinta-feira (10).

Os prós e contra são visíveis, de um lado os aliados que dizem ser um tipo de perseguição do Ministério a #Lula. Os oposicionistas falam que o ex-presidente está inflamando os seus apoiadores contra o poder público.

O petista foi acusado de ocultarque é o proprietário do apartamento tríplex no Guarujá (S.P). Devido a esses fatos, o MP solicitou a prisão preventiva de Luiz Inácio Lula da Silva.

Os advogados de Lula se opõem sobre a acusação de que ele seja o dono do apartamento.

Publicidade
Publicidade

A pessoa que decidirá se haverá ou não a prisão do ex-presidente será a Juíza Maria Priscila Veiga Oliveira (4ª vara criminal de S.P). Outros dezesseis intimados pelo MP também serão indiciados como réus, caso haja uma resposta positiva da magistrada.

A repercussão foi grande no Congresso Nacional e os parlamentares comentaram a respeito. O Senador Agripino Maia (DEM-RN), disse que o MP não solicitaria o pedido de prisão se não tivesse provas concretas, que comprovassem a veracidade dos fatos. E concluiu parabenizando as instituições, que a seu ver mostram que ninguém está acima da lei.

O líder do (PSDB) no Senado, Cássio Cunha Lima, falou que não há os meios cabíveis de autorização para a prisão do ex-presidente. Segundo o senador, o MP e a PF realizaram os processos de busca e apreensão, há pouco tempo em busca de provas e que é preciso ter prudência.

Publicidade

O Senador Cristovam Buarque (PPS-DF), disse que somente se prende um ex-presidente em uma democracia, quando se tem as provas que incriminem, evidências e acusações concretas. Ele diz que o MP “deverá ter levado em conta“ e que “não é um bom serviço para o Brasil“.

O Deputado Federal (PSDB-PI) se manifestou dizendo, que se Lula não estivesse envolvido com o tríplex ou o sítio em Atibaia, não teria ido com Leo Pinheiro ao apartamento e não haveriam comprado o pedalinho. Para ele é fato concreto.

Outros parlamentares deram declarações á saber: Humberto Costa (PT-PE), José Guimarães (PT-CE), o líder do (DEM), Pauderney Avelino, o líder do PT no senado Paulo Rocha, o vice-líder do governo na câmara, Paulo Teixeira (PT-SP), a senadora Regina Souza (PT-PI) e Rui Falcão, presidente nacional do PT.

A repercussão sobre o pedido de prisão de Lula repercutiu na mídia e redes sociais. Famosos, artistas comentaram, confira abaixo:

Olavo Carvalho (professor) comentou no facebook que “que o ex-presidente Lula não se levanta mais e que a sua prisão não irá demorar. Mas que se preocupem com os tucanos”.

Mônica Waldvogel do canal Globo News postou na rede social: “que o pedido da MP foi sem pé e cabeça“.

O cantor Lobão comentou em sua página: “Lula na cadeia, õ, ô, ô, ô, Lula na cadeia ô, ô, ô, ô.” #Lava Jato #Corrupção