E a disputa política não cessa no Brasil. Pouco tempo após o ex-presidente Lula terminar seu depoimento de mais de três horas, realizado ontem para a Operação #Lava Jato, políticos da oposição já se reuniram em Brasília para articular um pedido ao STF (Supremo Tribunal Federal) de cassação da chapa #Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), respectivamente presidenta e vice-presidente da República, vencedora nas últimas eleições presidenciais em 2014.

Os partidos PSDB e Democratas estão à frente desta articulação política para anulação do atual Governo. Membros de ambos os partidos elogiaram nesta sexta-feira a ação da Polícia Federal de conduzir, de forma coercitiva, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para prestar depoimento, alegando que ninguém neste país está acima da lei e está imune a qualquer investigação.

Publicidade
Publicidade

Delação Delcídio

Nos próximos dias, o ministro Teori Zavascki deve homologar a delação premiada feita pelo senador petista Delcídio do Amaral, que afirmou, em depoimento realizado para os investigadores da Operação Lava Jato, que tanto o ex-presidente Lula, como também a atual presidenta Dilma Rousseff, sabiam do esquema de corrupção da Petrobras, que ficou conhecido como “petrolão”.

Além disso, o ministro afirmou que vai solicitar à Polícia Federal a abertura de #Investigação Criminal sobre o vazamento dos trechos da fala de Delcídio, no quais o mesmo cita Lula e Dilma, e que foram publicados nesta semana pela revista Isto É.