A Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, comandada pelo juiz Sérgio Moro, elevou o orgulho de parcela significativa da população que apoia as investigações que desnudam a #Corrupção implantada na Petrobrás e em outros órgãos federais. A credibilidade capitaneada pela força-tarefa que resulta na maior operação de combate à corrupção já implementada no País e que pôde, inclusive, repatriar bilhões de reais desviados dos cofres públicos, além de acarretar inúmeras prisões e abertura de inquéritos de investigação em torno de empreiteiros, doleiros e até políticos do alto escalão da República, incrementaram substancialmente, demonstrações de total apoio às investigações, conforme se verificou país afora, em se tratando das maiores manifestações da história do país, inclusive maiores até do que as manifestações das "Diretas-já", ocorridas na década de 80, porém superadas em números de manifestantes, já que recentemente, milhões de brasileiros foram às ruas no último dia 13 de março, em protestos que exigiam o impeachment da presidente Dilma Rousseff, contra a corrupção e até pedidos para que o ex-presidente Lula fosse preso.

Publicidade
Publicidade

A onde de apoio à força-tarefa propagou umas das expressões mais populares em tempos de Lava-Jato: "Sou da República de Curitiba".

Surgimento da expressão

A expressão que se popularizou em todo o País, especialmente entre os habitantes de Curitiba e  que se propagou inclusive nas redes sociais, surgiu, de certa forma, a partir da divulgação de grampos da PF, em que um dos investigados fora pego, sob autorização judicial, além de demonstrar temor e enorme receio da operação realizada sob o comando do juiz paranaense Sérgio Moro: trata-se do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula, em umas das conversas gravadas pela PF, em que se dirigia à presidente Dilma, ao relatar medo e apreensão, em relação às investigações, se referiu à sede da força-tarefa, como "República de Curitiba".

Publicidade

O termo, brevemente, surtiu um efeito inesperado, pois, trouxe orgulho às pessoas, que passaram a divulgar a expressão, declarando-se serem da "República de Curitiba", em alusão ao termo proferido pelo ex-mandatário do País.

Orgulho de Curitiba

Moradores da cidade, capital do estado do Paraná, e tratada por muitos, como a "capital moral do país", favoreceu até mesmo, a confecção de camisetas com o term: "Sou da República de Curitiba", nas cores da bandeira do Brasil e em faixas e cartazes de apoio à Lava-Jato e ao juiz Sérgio Moro, que goza de enorme credibilidade. Um estímulo a mais para que as investigações alcancem o resultado desejado, em benefício da própria população brasileira, que outrora, encontrava-se, muitas vezes, descrente, em relação ao combate à corrupção no país, embora atualmente, já não se possa mais afirmar com tanta certeza, que o Brasil seja o país da impunidade. #Lava Jato #Crise no Brasil