Valdir Raupp, senador pelo PMDB-RO revelou que conversou por telefone com o vice presidente da república, #Michel Temer (PMDB), ocasião em que o mesmo lhe confidenciou que não gostaria de se tornar o presidente do Brasil em meio à crise econômica e caos político que o país se encontra.

Segundo Raupp, Temer teria afirmado que com ou sem o #Impeachment de Dilma Rousseff, sabe que isso (tornar-se o novo presidente na atual situação) não iria cair bem. Michel tem evitado aparecer em público devido ao excesso de críticas que tem caído sobre ele, bem como a pressão da imprensa.

O senador revelou a suposta postura do vice presidente ao defender que eleições presidenciais fossem convocadas para outubro desse ano, decisão que não depende de um parlamentar ou partido, mas de uma votação.

Publicidade
Publicidade

O pedido de Valdir foi ironizado por Dilma e uma fonte de nome não divulgado, afirmou que Temer não teria conversado com o colega do partido.

Dilma nunca valorizou ou se importou com Temer

Ano passado uma carta escrita por Michel e endereçada à Dilma acabou caindo nas mãos da imprensa e na mesma Temer falava do quanto Dilma o menosprezou durante os últimos cinco anos, o tratando como um mero ‘vice decorativo’, bem como o colocando de lado diante de decisões importantes e passando por cima de suas escolhas.

A partir daquele momento, a situação que já não era das melhores, tornou-se ainda pior entre o PMDB e o governo. Eduardo Cunha foi o primeiro a romper com Dilma no ano passado. O PMDB anunciou o rompimento oficial na última terça-feira, 29.

Desde então, o vice escolhido por Dilma tem sido tratado pelos petistas como um golpista, assim como Delcídio do Amaral, que enquanto estava do lado do PT era um cara sensacional, mas depois que delatou Dilma e Lula, todos os petistas o consideram um canalha por trair seus ‘líderes’.

Publicidade

A insatisfação de Lula e Jaques Vagner com Delcídio pode ser ouvido em uma das conversas telefônicas grampeadas e que foram divulgadas pela PF. Clique aqui para ouvir a conversa completa.

O que você acha dessa suposta postura de Michel Temer? Deixe um comentário com a sua opinião. #Crise no Brasil