Tanto a oposição, que deseja vigorosamente o impeachment de Dilma, quanto a situação, que defende de forma veemente o mandato da presidente da República, contam com alguns parlamentares que encabeçam suas tropas de choque. Conheça os 4 deputados de cada lado que lideram suas trupes:

A favor do impeachment

Paulinho da Força (SD-SP)

O deputado do Solidariedade já e um conhecido opositor petista e considerado o braço direto de Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Durante as muitas manobras do presidente da Câmara dos Deputados no decorrer do seu processo no Conselho de Ética, Paulinho é um dos parlamentares que mais “trabalha” para atrasar o resultado da investigação.

Publicidade
Publicidade

Antônio Imbassahy (PSDB-BA)

O novo líder tucano na Câmara, Imbassahy assumiu a liderança na legislatura de 2016 substituindo Carlos Sampaio, amigo particular de Cunha, está sempre disponível para fazer o papel de oposição, seja para jornalistas ou na tribuna, e criticar o Governo. O tucano gosta de dizer que Dilma “fraudou” a eleição para se reeleger presidente na vitória sobre Aécio Neves.

Lúcio Vieira de Melo (PMDB-BA)

O peemedebista foi um dos primeiros a pedir o desembarque do partido do governo da presidente #Dilma Rousseff. Vieira de Melo é um dos integrantes da Comissão do #Impeachment e é outro que apoia Eduardo Cunha em suas decisões na Câmara.

Pauderney Avelino (DEM-AM)

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados participou do impeachment do ex-presidente Collor em 1992, então já possuiu experiência na atual situação.

Publicidade

Por muitas vezes, pede a renúncia da presidente Dilma Rousseff, e afirma que esse seria se melhor gesto como presidente nos dois mandatos.

Contra o impeachment

Jandira Feghali (PCdoB-RJ)

A deputada é uma das principais defensoras da presidente Dilma e do ex-presidente Lula, mais até do que muitos deputados do PT. Presença marcante nas redes sociais, Jandira constantemente divulga conteúdos contra o impeachment. Feghali é voz forte nos gritos de “Não vai ter golpe” nas sessões na Câmara dos Deputados.

José Guimarães (PT-CE)

O líder do governo da Câmara dos Deputados vem ao lado de Lula e Dilma desde o início do governo do PT. Guimarães possui bom trâmite dentro da oposição, mas não ao ponto de angariar votos favoráveis a presidente. É outra voz constante no “Não vai ter golpe”.

Wadih Damous (PT-RJ)

O deputado fala com propriedade quando o assunto é legislação brasileira. Damous foi presidente da OAB do Rio de Janeiro, por isso, é uma das vozes preferidas dos jornalistas e dos próprios colegas para comentar ou tirar dúvidas sobre o processo em curso. O deputado levanta a bandeira de “golpe de Estado” para a tentativa de impeachment.

Afonso Florence (PT-BA)

O petista já foi ministro do Governo Dilma, então goza de certo prestígio junto aos colegas deputados. Possuiu bom trâmite no Planalto, então é voz forte dentro da bancada do Partido dos Trabalhadores. #Dentro da política