O instituto de pesquisa Datafolha divulgou nesta sexta-feira (8) levantamento feito na Câmara dos Deputados para saber como pretendem votar sobre o impeachment os parlamentares. Segundo o Datafolha, apenas 60% dos deputados afirmaram que são favoráveis a saída da presidente Dilma, o número que precisa ser alcançado para a presidente ser afastada é de dois terços do total da Câmara, ou seja, algo próximo a 67%.

A Câmara dos Deputados é composta por 513 parlamentares, e serão exigidos, no mínimo, 342 votos a favor do #Impeachment para que o processo siga para o Senado Federal. Tomando como base a pesquisa Datafolha, o grupo contrário a presidente Dilma teria 308 votos nesse momento, ficariam faltando 34 para se alcançar a marca mínima.

Publicidade
Publicidade

Já 21% dos deputados que responderam à pesquisa se disseram favoráveis a presidente Dilma. Novamente tomando como base os números do Datafolha, seriam 108 parlamentares; a presidente precisa de, no mínimo, 172 votos a seu favor para permanecer no cargo.

O Datafolha informou que entrou em contato com todos os 513 deputados federais entre os dias 21 de março e 7 de abril, porém, apesar de garantir o segredo dos nomes e posicionamentos, apenas 291 responderam ao instituto.

É preciso deixar claro que o número de deputados que preferiram não responder ao questionamento – cerca de 18% - é suficientemente grande para alcançar o número de 342, que é o mínimo para afastar a presidente, ou os 172 votos favoráveis, o que garantiria o arquivamento do processo de impeachment.

Levantamento anterior

O Datafolha já havia realizado um levantamento sobre o cenário de votação do impeachment no mês de dezembro.

Publicidade

Naquela data, eram 42% os deputados propensos a votar a favor do impeachment. Já os contrários marcavam 31% em dezembro. Os indecisos eram 27% dos entrevistados.

Senado

Também foram questionados os senadores federais. Dos 81 que compõem a Casa Legislativa, 68 aceitaram responder a pesquisa. Segundo os números apresentados pelo Datafolha, 55% disseram que votariam a favor do impeachment de Dilma, enquanto 24% disseram ser contrários ao impeachment. #Dilma Rousseff #Dentro da política