Após os muitos protestos realizados por todo o Brasil contra o governo de Dilma Rousseff, no último domingo (17), o país parou diante da televisão para acompanhar a votação na Câmara dos Deputados, onde a maioria votou "sim" para que o processo prossiga, e, agora, o #Impeachment da presidente está nas mãos do Senado.

Agora os oposicionistas estão apostando que Dilma já será afastada do Palácio do Planalto em, no máximo, 10 dias, pois a pressão é grande e Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, está se desdobrando para agilizar o processo. Cunha fez questão de conversar com Renan Calheiros e solicitar que a questão do impeachment seja tratada com o máximo de urgência.

Publicidade
Publicidade

Romero Jucá, que é o atual presidente do PMDB, também se encontrou com Calheiros para pedir pressa, mas a questão é que existem alguns prazos a serem obedecidos, por exemplo, depois da votação realizada no domingo, o parecer aprovado pelos deputados foi encaminhado ao Senado, sendo lido nesta terça-feira (19) e depois os líderes partidários farão as indicações de seus integrantes para formarem a Comissão Especial que será responsável pela análise do impeachment da presidente. Serão 21 senadores titulares mais 21 suplentes formando a comissão.

Depois de analisado por esta comissão, o impeachment de #Dilma Rousseff seguirá para o plenário onde então será votado e somente será aprovado se conseguir a maioria simples, ou seja, metade dos votos mais um de todos os senadores que estiverem presentes no dia da votação.

Publicidade

Apesar de tudo isso demandar um certo tempo, o Senado deverá acelerar o processo de impeachment por causa de vários fatores, dentre eles:

  • a Câmara dos Deputados realizou uma votação em massa e agora espera que o Senado faça o mesmo;
  • líderes de grandes partidos fazem pressão no Senado;
  • a população também está pressionando o Senado para que a votação seja agilizada;
  • a crise no Brasil precisa ser solucionada o quanto antes e o país está quase que parado por conta deste impeachment, então é preciso resolver logo esta questão para que os demais problemas também possam ser debatidos e solucionados.

No Twitter, um dos assuntos mais comentados na tarde desta terça-feira é "Dilma afastada em 10 dias" onde os brasileiros continuam protestando e a grande maioria das mensagens também pede pressa na votação do impeachment pelo Senado.

#Crise-de-governo