Durante o pronunciamento de #Dilma Rousseff sobre o processo de impeachment, a presidente aproveitou para alfinetar o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha e seu vice-presidente Michel Temer. O pronunciamento foi transmitido pela NBR e aconteceu no Palácio do Planalto, em Brasília. De acordo com a presidente, o vice conspirou contra sua liderança. "É estarrecedor que um vice presidente conspire abertamente contra a sua presidente. Em nenhuma democracia do mundo uma pessoa que fizesse isso seria respeitado", disse. Além das alfinetadas em relação ao seu vice ela aproveitou para afirmar que isto é um golpe de estado. "Não fui acusada de ter contas no exterior.

Publicidade
Publicidade

Aqueles que tem contas no exterior presidem a sessão o impedimento da atuação de um presidente da república", referindo-se ao presidente da Câmara dos Deputados. Ao finalizar o pronunciamento ela afirmou que cada ato praticado neste momento faz história. "Sabemos que vivemos em tempos difíceis, mas históricos. Tenho ânimo, força e coragem para enfrentar, mesmo com tristeza, esta injustiça. Não vou me abater, nem me paralisar por isso. Vou lutar como fiz toda minha vida", finalizou.

  #Impeachment #Crise-de-governo